Sobral – 300×100
Seet

Bebê morre engasgado com camisinha no Bairro São João

admin -

<span style="font-size:14px;">Uma crian&ccedil;a morreu asfixiada na tarde desta ter&ccedil;a-feira (25)&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">no Bairro S&atilde;o Jo&atilde;o, em Aragua&iacute;na (TO). O beb&ecirc;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Isaque Emanuel Almeida Rodrigues,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">de&nbsp;apenas 1 ano e 6 meses, morreu ap&oacute;s se engasgar com um preservativo masculino enquanto brincava com a irm&atilde; de tr&ecirc;s anos.&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">O corpo do beb&ecirc; foi enterrado na manh&atilde; desta quarta-feira (26).</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">A m&atilde;e das crian&ccedil;as, Ma&iacute;ra Pereira de Almeida, de 24 anos, contou que estava na casa do irm&atilde;o dela lavando lou&ccedil;a enquanto as crian&ccedil;as brincavam no quarto. Momentos depois, a menina teria gritado pela m&atilde;e dizendo que o irm&atilde;o estava se engasgando.<br />
<br />
De acordo com a pol&iacute;cia, Ma&iacute;ra disse que o preservativo era do irm&atilde;o dela e que a menina teria aberto a embalagem e enchido uma unidade fazendo uma esp&eacute;cie de bal&atilde;o, que estourou e provocou o engasgo do beb&ecirc;.<br />
<br />
A m&atilde;e contou &agrave; pol&iacute;cia que correu para o quarto e tentou desenrolar a l&iacute;ngua de Isaque, mas ele j&aacute; estava desmaiado. Ma&iacute;ra teria ligado para o Servi&ccedil;o de Atendimento M&oacute;vel de Urg&ecirc;ncia (Samu), mas como a ambul&acirc;ncia demorava a chegar, ela entrou em contato com o companheiro, Francisco da Chagas Nunes de Almeida e com o irm&atilde;o dela, para pedir ajuda.<br />
<br />
Ainda segundo informa&ccedil;&otilde;es da pol&iacute;cia, a crian&ccedil;a foi levada de ambul&acirc;ncia para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No local, o m&eacute;dico teria confirmado a morte de Isaque e dito que havia encontrado um peda&ccedil;o de preservativo no corpo do beb&ecirc;. O caso ser&aacute; investigado pela Delegacia da Crian&ccedil;a e do Adolescente. (Com informa&ccedil;&otilde;es do G1 Tocantins)</span><br />

Comentários pelo Facebook: