Seet
Sobral – 300×100

Arézio Sotto realiza um sonho e lança livro produzido por seus ex-alunos

admin -

<span style="font-size:14px;">O professor Ar&eacute;zio Sotto, fez o lan&ccedil;amento do livro &quot;Antologia liter&aacute;ria entre rosas e espinhos&quot; na manh&atilde; de sexta-feira (28), no p&aacute;tio da Escola Municipal Vereador Raimundo Falc&atilde;o Coelho, Setor Ti&uacute;ba.<br />
<br />
Esta obra foi resultado de um projeto denominado Autor em &quot;sala de aula&quot;, voltado para o incentivo &agrave; leitura, escrita e produ&ccedil;&atilde;o textual executado com os alunos do 4&ordm;Ano A e B durante o ano letivo de 2007.<br />
<br />
Na oportunidade estiveram presentes v&aacute;rias autoridades da Rede Municipal de Ensino, como Marc&eacute;lia (Diretora do Ensino Fundamental), Edil&acirc;ndia (Divis&atilde;o de Projetos Educacionais) e Marcinete Duarte (Diretora da Forma&ccedil;&atilde;o Continuada).<br />
<br />
A anima&ccedil;&atilde;o especial ficou por conta do Grupo Teatral Borboleta Azul, formado por alunos da Sala do AEE da Escola Municipal Zeca Barros e dirigido pela professora Heldes Cardoso.<br />
<br />
A colet&acirc;nea &eacute; formada por poemas e textos narrativos, poesias sapecas que &agrave;s vezes tem rimas outras n&atilde;o. Universo da Leitura &eacute; uma cole&ccedil;&atilde;o did&aacute;tica que tem por objetivo principal contribuir com a literatura Aragua&iacute;nense, abrangendo diversos g&ecirc;neros liter&aacute;rios, como: poesias, contos, cr&ocirc;nicas, romances, etc.<br />
<br />
Nos cap&iacute;tulos desta obra s&atilde;o discutidas rela&ccedil;&otilde;es tem&aacute;ticas sobre a escola, a fam&iacute;lia, meio ambiente, o rom&acirc;ntico e outros assuntos vivenciados no dia-a-dia dos alunos e da comunidade do Setor Ti&uacute;ba, al&eacute;m do perfil dos autores no cen&aacute;rio cultural aragua&iacute;nense, a palavra tenta recriar os fatos ocorridos para o leitor.<br />
<br />
Segundo Wilame Gomes de Abreu (Professor/Fil&oacute;sofo/Escritor), <em>&ldquo;Esta obra &eacute; como um mar aberto, o observador atento e comprometido apenas com a magia diante de si encontra brechas a todo o momento para especular sobre a vida cotidiana, vida mundana propriamente, e, ainda, sobre as coisas do al&eacute;m mar (…)&rdquo;</em>.<br />
<br />
O que se coloca pelos tra&ccedil;ados que se entrecruzam muitas vezes, opacos e reluzentes tamb&eacute;m, nos aparece como dotados de sentidos e de multiplicidades intermin&aacute;veis. Eis o porqu&ecirc; de uma obra como esta! Inf&acirc;ncia e adolesc&ecirc;ncia se encontram, lado a lado, mundo a mundo, e tudo parece um retratar-se, mesmo porque se repete o mundo da vida vivida dos pr&oacute;prios atores dessa pe&ccedil;a.<br />
<br />
N&atilde;o se pode esperar que na imensid&atilde;o da inf&acirc;ncia e adolesc&ecirc;ncia as coisas apare&ccedil;am ordenadas submetidas a uma regra l&oacute;gica culta, ora, seria querer demais! Nesta idade do homem as realidades precisam aparecer mais transit&oacute;rias e velozes, misturadas, mas trazem uma grande riqueza de sentidos muitas vezes contradit&oacute;rios; &eacute; a necessidade de afeto, m&aacute;s sempre para algo, como mecanismo de outra coisa e para outra coisa.De qualquer forma &eacute; o afeto que eles buscam. O adulto olha e ver a maldade nas entrelinhas, aqui e acol&aacute;: o infanto-juvenil fica sem ser captado e acaba sem atingir o que sempre busca: compreens&atilde;o, amizade, carinho e respeito; coisas que fazem brotar e frutificar gera&ccedil;&otilde;es.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/ar%E9zio.jpg" style="width: 300px; height: 177px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: left;" /><img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/ar%C3%A9zio1.jpg" style="width: 300px; height: 225px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" /></span><br />

Comentários pelo Facebook: