Seet
Sobral – 300×100

Acusados de matar pecuarista de Araguaína são condenados a 14 anos de prisão, mas um deles recorrerá em liberdade

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<em>Portal AF Noticias</em><br />
<br />
Os acusados de matar o pecuarista de Aragua&iacute;na, Ronan Ara&uacute;jo Filho, em novembro de 2009, foram condenados a 14 anos de pris&atilde;o. O julgamento aconteceu durante toda esta segunda-feira (31) no audit&oacute;rio da OAB acompanhado por amigos e familiares. A decis&atilde;o dos jurados saiu por volta das 22 horas.<br />
<br />
Os acusados Manoel da Guia Alves da Silva e Adeuvaldo Bernardes da Silva ainda foram condenados ao pagamento de indeniza&ccedil;&atilde;o no valor de R$ 15 mil &agrave; fam&iacute;lia da v&iacute;tima.<br />
<br />
Manoel da Guia Alves da Silva ganhou o direito de recorrer da condena&ccedil;&atilde;o em liberdade at&eacute; o julgamento de recurso. Adeuvaldo Bernardes da Silva foi encaminhado &agrave; Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), onde cumpre pena por tr&aacute;fico, crime praticado ap&oacute;s a morte do pecuarista.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/PECUARISTA.jpg" style="width: 300px; height: 200px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Muito conhecido em Aragua&iacute;na, o pecuarista era tamb&eacute;m m&eacute;dico veterin&aacute;rio e atuou como tesoureiro do Sindicato Rural de Aragua&iacute;na (SRA). Foi membro tamb&eacute;m um dos organizadores das primeiras Cavalgadas da cidade.<br />
<br />
O assassinato do pecuarista aconteceu no dia 6 de novembro de 2009, em uma estrada vicinal no munic&iacute;pio de Muricil&acirc;ndia, a 70 km de Aragua&iacute;na. A suspeita &eacute; que o crime tenha sido praticado para acobertar um furto de gado.<br />
<br />
A v&iacute;tima alugava pasto na Fazenda Volta Redonda (em Muricil&acirc;ndia), mas o gado estava desaparecendo e, ao descobrir o fato, Ronan teria sido executado. Os acusados pelo crime trabalhavam na fazenda na &eacute;poca.</span>

Comentários pelo Facebook: