Seet
Sobral – 300×100

160 mil metros de rede coletora de esgotos já foram implantados em Araguaína, afirma Prefeitura

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
160 mil metros de rede coletora de esgotos (incluindo coletores) j&aacute; foi implantada em Aragua&iacute;na (TO). A informa&ccedil;&atilde;o foi repassada pela Prefeitura &agrave; imprensa, ap&oacute;s o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual ter cobrado a elabora&ccedil;&atilde;o de um plano de saneamento b&aacute;sico que oriente o andamento das obras, iniciadas ainda em 2013.<br />
<br />
Segundo a Prefeitura, ao todo, j&aacute; foram executadas 9.423 liga&ccedil;&otilde;es de esgoto &agrave;s resid&ecirc;ncias, das quais 2.060 foram realizadas somente este ano de 2015.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">E</span><span style="font-size:14px;">ntre os setores atendidos, de forma total e parcial, est&atilde;o os bairros Senador, Alaska, Rodovi&aacute;rio, Aerovi&aacute;rio, Aeroporto, Anhanguera, Martins Jorge, Jardim Am&eacute;rica, Dona N&eacute;lcia, Aragua&iacute;na Sul, Jorge Yunes, S&atilde;o Jo&atilde;o, Vila Alian&ccedil;a, Vila Couto, Jardim Top&aacute;zio, Centro e Vila Azul.<br />
<br />
<u><strong>MPE cobra plano de saneamento</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">No &uacute;ltimo dia 24 de agosto, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) fez uma recomenda&ccedil;&atilde;o ao prefeito Ronaldo Dimas para que </span><span style="font-size:14px;">execute as obras orientadas por um plano de saneamento b&aacute;sico</span><span style="font-size:14px;">.<br />
<br />
De acordo com o promotor Alzemiro Wilson Peres Freitas, desde 2013 o munic&iacute;pio tem anunciado execu&ccedil;&atilde;o de obras do sistema de drenagem com recursos na ordem de R$ 43 milh&otilde;es, resultado de conv&ecirc;nio com o Estado e a Uni&atilde;o.<br />
<br />
No entanto, diz o promotor, percebe-se que ainda n&atilde;o existe um plano de saneamento b&aacute;sico, que envolva abastecimento de &aacute;gua pot&aacute;vel, esgotamento sanit&aacute;rio, limpeza urbana, manejo de res&iacute;duos s&oacute;lidos, drenagem e manejo das &aacute;guas pluviais urbanas, assim com determina a Lei n&ordm; 11.445/2007 (Lei Nacional de Saneamento B&aacute;sico).<br />
<br />
O Promotor de Justi&ccedil;a ressalta ainda que os alagamentos em Aragua&iacute;na s&atilde;o previs&iacute;veis nos per&iacute;odos de chuva. <em>&ldquo;A proximidade do per&iacute;odo de chuvas &eacute; fato mais do que previs&iacute;vel, todavia, sempre e equivocadamente utilizado com &lsquo;forma&rsquo; ou &lsquo;desculpa&rsquo; que demonstra a aus&ecirc;ncia absoluta de pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e/ou sequer planejamento e crit&eacute;rios pr&eacute;vios&rdquo;</em>, afirma Alzemiro.<br />
<br />
<em>&ldquo;A elabora&ccedil;&atilde;o e implementa&ccedil;&atilde;o de um Plano Preventivo de Defesa Civil adequado &agrave; realidade do Munic&iacute;pio &eacute; importante instrumento de gest&atilde;o do risco, possibilitando aos gestores p&uacute;blicos a ado&ccedil;&atilde;o de medidas preventivas, bem como a antecipa&ccedil;&atilde;o de circunst&acirc;ncias como deslizamento de encostas e sobretudo inunda&ccedil;&otilde;es&rdquo;</em>, disse&nbsp; o promotor.</span>

Comentários pelo Facebook: