Seet
Sobral – 300×100

"Transparência e cortes drásticos" para combater crise no Tocantins, sugere deputado

admin -

<span style="font-size:14px;">L&iacute;deres empresariais, representantes de 70% do PIB (Produto Interno Bruto) do Tocantins, estiveram reunidos na tarde desta ter&ccedil;a-feira, 1, com os deputados estaduais na Assembleia Legislativa. Na pauta, o chamado &ldquo;Pacota&ccedil;o Anticrise&rdquo; j&aacute; anunciado pelo</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;Governo do Estado</span><span style="font-size:14px;">. Os empres&aacute;rios foram ao Parlamento solicitar apoio para que n&atilde;o sejam aprovados mais aumento de&nbsp;impostos.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">A reuni&atilde;o contou com a presen&ccedil;a de 14 deputados e todos apontaram que o di&aacute;logo &eacute; o melhor caminho para se chegar a uma conclus&atilde;o, por&eacute;m de forma que a eleva&ccedil;&atilde;o de tributos e cria&ccedil;&atilde;o de novas taxas estejam descartadas. De acordo com o presidente da Associa&ccedil;&atilde;o Comercial e Industrial de Palmas, Fabiano do Vale, o aumento dos impostos &eacute; o pior caminho para qualquer segmento. <em>&ldquo;Vamos ser parceiroa do Governo,vamos&nbsp; buscar novas alternativas para a situa&ccedil;&atilde;o. Enxugar despesas &eacute; uma delas&rdquo;</em>, orientou.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Ap&oacute;s ouvir o presidente Os&iacute;res Damaso e alguns representantes do setor produtivo, o deputado Eduardo Siqueira, que j&aacute; havia antecipado que votar&aacute; contra aumento de impostos, apresentou suas sugest&otilde;es. Segundo ele, o Governo do Estado precisa fazer cortes dr&aacute;sticos para combater a crise, que agora com o momento vivido pela China, deve se agravar ainda mais em todo o mundo. Como sugest&atilde;o, Eduardo disse que o Governo pode unir pastas que fazem atividades que podem ser conciliadas, como a Administra&ccedil;&atilde;o, Fazenda e Planejamento. De acordo com o Parlamentar, devido &agrave; inatividade de a&ccedil;&otilde;es secretarias, estas n&atilde;o fazem mais raz&atilde;o de existir. O deputado tamb&eacute;m cobrou a redu&ccedil;&atilde;o de cargos em comiss&atilde;o, principalmente os ocupados por correligion&aacute;rios pol&iacute;ticos.<br />
<br />
Eduardo Siqueira voltou a cobrar transpar&ecirc;ncia por parte do Governo do Estado. De acordo com o deputado, n&atilde;o &eacute; poss&iacute;vel realizar o trabalho parlamentar de fiscaliza&ccedil;&atilde;o das contas p&uacute;blicas, uma vez que o Portal da Transpar&ecirc;ncia do Poder Executivo n&atilde;o funciona em sua plenitude. &ldquo;<em>&Eacute; imposs&iacute;vel saber porque o Governo n&atilde;o paga os servidores p&uacute;blicos no dia primeiro de cada m&ecirc;s, porque n&atilde;o &eacute; poss&iacute;vel aferir quais fornecedores s&atilde;o pagos com o repasse do FPE que &eacute; feito dia 30 para o Estado&rdquo;</em>, destacou.<br />
<br />
O deputado fez quest&atilde;o de ressaltar que n&atilde;o estava ali para fazer um discurso de oposi&ccedil;&atilde;o e sim de an&aacute;lise sobre a atual situa&ccedil;&atilde;o do Estado. O deputado tamb&eacute;m chamou a aten&ccedil;&atilde;o para a situa&ccedil;&atilde;o da Capital, que realiza demiss&otilde;es de garis e pretende construir o BRT a um custo de quase R$ 1 bilh&atilde;o.<em> &ldquo;O prefeito &eacute; um homem de di&aacute;logo dif&iacute;cil, mas deveria discutir melhor com a popula&ccedil;&atilde;o, pois uma obra de R$ 1 bilh&atilde;o nesse momento de crise &eacute; temer&aacute;ria. Palmas precisa de um Hospital de Urg&ecirc;ncia e Emerg&ecirc;ncia&rdquo;</em>, finalizou.</span>

Comentários pelo Facebook: