Seet
Sobral – 300×100

Morre piloto tocantinense de avião que caiu no Amazonas

admin -

<span style="font-size:14px;">O Piloto tocantinense&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Marcio Gomes do Nascimento, de aproximadamente 39 anos,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">morreu ap&oacute;s o avi&atilde;o monomotor prefixo PT- EPD cair no Amazonas. Ele morava em Palmas e&nbsp;trabalhava em uma empresa de taxi a&eacute;reo do Par&aacute;. O piloto era casado e tinha quatro filhos.<br />
<br />
A aeronave havia desaparecido no domingo (30) ap&oacute;s decolar no Par&aacute;, saindo da cidade Ouril&acirc;ndia do Norte com destino a aldeia Kendjan, levando um tripulante ind&iacute;gena e tamb&eacute;m alimentos, o monomotor pousaria na regi&atilde;o de Altamira-PA.<br />
<br />
O avi&atilde;o foi localizado na noite de ter&ccedil;a-feira (1&ordm;) e segundo informa&ccedil;&otilde;es repassadas pela For&ccedil;a A&eacute;rea Brasileira n&atilde;o h&aacute; sobreviventes. Ainda segundo informa&ccedil;&otilde;es da FAB, o monomotor pertencia a empresa para o qual o piloto trabalhava, e al&eacute;m de Marcio, havia um tripulante a bordo, ainda n&atilde;o identificado.<br />
<br />
Segundo a esposa do piloto, Maria Cleide, 38, disse que o marido trabalha na empresa Pena Pereira Machado t&aacute;xi a&eacute;reo, e que o pr&oacute;prio dono teria ligado, na &uacute;ltima segunda-feira(31), para falar sobre que o avi&atilde;o desaparecido. Segundo ela, o piloto saiu por volta de 13h30 para a aldeia e o trajeto seria de apenas 30 minutos.<br />
<br />
De acordo com a For&ccedil;a A&eacute;rea Brasileira (FAB), duas aeronaves trabalham na busca e salvamento, operando a partir do aeroporto de Marab&aacute; (PA). Na &uacute;ltima segunda-feira, primeiro dia de buscas, uma das aeronaves voou mais de nove horas, cobrindo uma &aacute;rea de tr&ecirc;s mil km2. Toda a miss&atilde;o &eacute; coordenada pelo Salvaero Amaz&ocirc;nico, com sede em Manaus (AM)</span>

Comentários pelo Facebook: