Sobral – 300×100
Seet

Primeiros filhotes de patos-mergulhões do Jalapão nascem em cativeiro; existem apenas 14 no Tocantins

admin -

<span style="font-size:14px;">Quatro filhotes de patos-mergulh&otilde;es da regi&atilde;o do Jalap&atilde;o, localizada a leste do Estado do Tocantins, nasceram recentemente em cativeiro e est&atilde;o em fase de desenvolvimento. A ave &eacute; considerada criticamente amea&ccedil;ada de extin&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
A estimativa &eacute; que exista uma popula&ccedil;&atilde;o de 250 indiv&iacute;duos da esp&eacute;cie, que &eacute; encontrada somente no Tocantins (Jalap&atilde;o), Minas Gerais (Serra da Canastra e Patroc&iacute;nio) e em Goi&aacute;s (Chapada dos Veadeiros).<br />
<br />
Os quatro ovos foram coletados com o apoio do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), no m&ecirc;s de julho, e levados para o Zooparque Itatiba, interior de S&atilde;o Paulo. A a&ccedil;&atilde;o comp&otilde;e a implementa&ccedil;&atilde;o do Programa Nacional de cria&ccedil;&atilde;o em Cativeiro, previsto no Plano Nacional de A&ccedil;&atilde;o da Esp&eacute;cie, que &eacute; coordenado pelo Instituto Chico Mendes de Conserva&ccedil;&atilde;o da Biodiversidade (ICMBio).<br />
<br />
Os filhotes est&atilde;o saud&aacute;veis e contam com a supervis&atilde;o de veterin&aacute;rios do zooparque. A expectativa &eacute; de que eles se reproduzam nos pr&oacute;ximos anos, fortalecendo o programa de cativeiro, que tem como principal objetivo a reintrodu&ccedil;&atilde;o da esp&eacute;cie na natureza.<br />
<br />
Segundo o bi&oacute;logo e Inspetor de Recursos Naturais do Naturatins, Marcelo Barbosa, os indiv&iacute;duos em cativeiro ser&atilde;o importantes para, al&eacute;m de fortalecer o programa, tamb&eacute;m a realiza&ccedil;&atilde;o de an&aacute;lises gen&eacute;ticas da popula&ccedil;&atilde;o da esp&eacute;cie que ocorre no Jalap&atilde;o.<br />
<br />
<strong><u>Pato-Mergulh&atilde;o</u></strong><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/foto%20(2).JPG" style="width: 300px; height: 169px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />No Jalap&atilde;o, a esp&eacute;cie ocorre apenas no Rio Novo, no trecho acima da Cachoeira da Velha. A estimativa da popula&ccedil;&atilde;o &eacute; de apenas 14 indiv&iacute;duos, sendo conhecidos somente quatro casais.<br />
<br />
A esp&eacute;cie &eacute; monog&acirc;mica, ou seja, quando os casais se formam, permanecem unidos o resto da vida. &Eacute; uma das esp&eacute;cies mais amea&ccedil;adas das Am&eacute;ricas, sendo classificada como criticamente em perigo de extin&ccedil;&atilde;o, tanto na lista de esp&eacute;cies amea&ccedil;adas do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov&aacute;veis (Ibama) e na lista vermelha da&nbsp; Uni&atilde;o Internacional para a Conserva&ccedil;&atilde;o da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN).</span>

Comentários pelo Facebook: