Sobral – 300×100
Seet

Deputado Eduardo Siqueira se diz "decepcionado" com Marcelo Miranda por defender aumento de impostos

admin -

<span style="font-size:14px;">Preocupado com o cen&aacute;rio nacional de insatisfa&ccedil;&atilde;o popular em rela&ccedil;&atilde;o ao pacote de medidas e ajuste fiscal anunciado pelo governo federal, contendo medidas como a temida volta da CPMF, o deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB-TO) voltou a criticar a possibilidade de aumento de impostos estaduais, baseado nas declara&ccedil;&otilde;es do governador Marcelo Miranda (PMDB) que declarou, durante o encontro de governadores, realizado em Palmas na &uacute;ltima semana, ser favor&aacute;vel a majora&ccedil;&atilde;o da carga tribut&aacute;ria.<br />
O Exemplo de Goi&aacute;s<br />
<br />
O deputado demostrou decep&ccedil;&atilde;o com a posi&ccedil;&atilde;o do Governador do Tocantins em defender o aumento de impostos e ressaltou a opini&atilde;o do governador de Goi&aacute;s ao se posicionar contra a amplia&ccedil;&atilde;o da carga tribut&aacute;ria. Eduardo destacou a pol&iacute;tica de atra&ccedil;&atilde;o de investidores praticada em Goi&aacute;s, que implantou parques industriais e atualmente sediam grandes empresas, inclusive montadoras de ve&iacute;culos. &ldquo;O governador Marconi Perillo deixou clara sua posi&ccedil;&atilde;o contr&aacute;ria ao aumento de impostos&rdquo;, frisou.<br />
Divis&atilde;o Injusta<br />
<br />
O parlamentar comentou ainda a articula&ccedil;&atilde;o do Governo Federal para conseguir votos no Congresso Nacional visando aprovar a recria&ccedil;&atilde;o da CPMF, destacou tamb&eacute;m que todas as tributa&ccedil;&otilde;es denominadas de &ldquo;Contribui&ccedil;&atilde;o&rdquo; entram nos cofres da Uni&atilde;o, mas n&atilde;o s&atilde;o divididas com Estados e Munic&iacute;pios.<br />
Eduardo afirmou n&atilde;o acreditar que o Congresso aprove a volta da CPMF espera que os congressistas escutassem o clamor da sociedade que n&atilde;o suporta ainda mais aumento de carga tribut&aacute;ria. &ldquo;Essa contribui&ccedil;&atilde;o foi banida pelo Congresso e do Congresso n&atilde;o renascer&aacute;&rdquo;, afirmou.<br />
Setor produtivo do To &eacute; contr&aacute;rio ao aumento de impostos<br />
<br />
Em n&iacute;vel estadual, Eduardo Siqueira voltou a pedir para a Assembleia Legislativa n&atilde;o aprovar aumento de impostos, j&aacute; que&nbsp; a crise assola n&atilde;o s&oacute; o Estado, mas todo o pa&iacute;s, o que vem dificultando ainda mais a vida dos cidad&atilde;os. Eduardo relembrou reuni&atilde;o dos deputados com representantes do setor produtivo, que procuraram a Assembleia Legislativa para pedir que os deputados n&atilde;o aprovem mais aumento de impostos. &ldquo;N&atilde;o ser&aacute; com aumento de encargos que alcan&ccedil;aremos o crescimento&rdquo;, frisou.</span>

Comentários pelo Facebook: