Sobral – 300×100
Seet

Capim Dourado Shopping diz que repudia 'atitudes de descriminação' e vai apurar denúncia

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
O Capim Dourado Shopping se manifestou em rela&ccedil;&atilde;o ao epis&oacute;dio denunciado pelo Instituto Crespas do Tocantins, em que jovens negros teriam sido impedidos de fazer um ato pac&iacute;fico na pra&ccedil;a de alimenta&ccedil;&atilde;o do shopping no &uacute;ltimo domingo (13).<br />
<br />
<em>&ldquo;O Capim Dourado Shopping repudia atitudes de discrimina&ccedil;&atilde;o de qualquer natureza&rdquo;</em>, disse a nota e informou ainda que j&aacute; est&aacute; sendo &ldquo;<em>apurado os fatos a fim de tornar poss&iacute;vel a ado&ccedil;&atilde;o de medidaas que se mostrem cab&iacute;veis&rdquo;.</em><br />
<br />
No domingo, um&nbsp; grupo de aproximadamente 20 pessoas realizavam o<em> &ldquo;Black da Indep&ecirc;ncia&rdquo;</em> que, segundo o Instituto, faz alus&atilde;o ao m&ecirc;s da independ&ecirc;ncia do Brasil, quando foram seguidos por seguran&ccedil;as do shopping, na tentativa de impedir o grupo de se reunir na pra&ccedil;a de alimenta&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Conforme o Instituto, os jovens esbarraram em profissionais &ldquo;<em>despreparados</em>&rdquo;, &ldquo;<em>mal educados</em>&rdquo;, que n&atilde;o deixaram o gupo fotografar na justificativa que n&atilde;o tinham sido avisados.<br />
<br />
<strong><u>Black da Indep&ecirc;ncia</u></strong><br />
<br />
Black da Independ&ecirc;ncia &eacute; um movimento que faz alus&atilde;o ao m&ecirc;s da independ&ecirc;ncia do Brasil, bem como de pessoas que n&atilde;o aceitam ser escravizadas pelos estere&oacute;tipos sociais pr&eacute;-estabelecidos.</span>

Comentários pelo Facebook: