Seet
Sobral – 300×100

Nova empresa é contratada para continuar tratamento de pacientes contra câncer em Araguaína

admin -

<span style="font-size:14px;">Para garantir a continuidade do tratamento de pacientes que lutam contra o c&acirc;ncer, a Secretaria de Estado da Sa&uacute;de (Sesau) contratou a empresa Oncoradium, de Imperatriz (MA), para assumir os servi&ccedil;os de quimioterapia no munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na. Nesta ter&ccedil;a-feira (15) a empresa j&aacute; deu in&iacute;cio aos atendimentos e a expectativa &eacute; que somente nesta semana mais de 50 pacientes sejam atendidos.<br />
<br />
A empresa &eacute; a mesma que j&aacute; est&aacute; oferecendo os servi&ccedil;os de radioterapia &agrave; pacientes do Tocantins que est&atilde;o na cidade de Imperatriz e foi contratada depois da rescis&atilde;o do contrato com o Instituto Oncol&oacute;gico. Desde o dia 11 de setembro 116 pacientes foram encaminhando a Imperatriz.<br />
<br />
Com a nova contrata&ccedil;&atilde;o, a Sesau garante que servi&ccedil;os continuem a ser ofertados em Aragua&iacute;na. Assim, somente a radioterapia ainda ser&aacute; oferecida em Imperatriz. Enquanto isso, a Secretaria j&aacute; est&aacute; trabalhando para solucionar em definitivo a oferta do servi&ccedil;o no Estado do Tocantins.<br />
<br />
Nesta semana, o secret&aacute;rio de Estado da Sa&uacute;de, Samuel Bonilha, juntamente com t&eacute;cnicos da Sesau, participaram da audi&ecirc;ncia de concilia&ccedil;&atilde;o com o Minist&eacute;rio P&uacute;blico na 2&ordf; Vara dos Feitos e Registros P&uacute;blicos em Aragua&iacute;na, ocasi&atilde;o em que a secretaria apresentou estudo apontando que o acelerador linear, m&aacute;quina utilizada nas sess&otilde;es de radioterapia, adquirido em parceria com o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de, pode ser instalado na sala que j&aacute; existe no Anexo do Hospital Regional de Aragua&iacute;na (HRA) sendo, para isso, necess&aacute;rias algumas adequa&ccedil;&otilde;es. Na oportunidade, a secretaria esclareceu ainda que a empresa fabricante do aparelho tamb&eacute;m constatou que a sala pode comportar o novo equipamento.<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/oncoradium.jpg" style="width: 600px; height: 402px;" /><br />
<strong><u>Contrata&ccedil;&atilde;o da Oncoradium</u></strong><br />
<br />
As formas de pagamento e contrata&ccedil;&atilde;o da empresa Oncoradium respeitam o que foi homologado em acordo no dia 12 de fevereiro, em audi&ecirc;ncia entre a Sesau, Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE), Defensoria P&uacute;blica do Estado (DPE) e a 2&ordf; Vara dos Feitos das Fazendas e dos Registros P&uacute;blicos de Palmas. O pagamento ser&aacute; feitopor procedimento realizado, conforme valor que consta na tabela do Sistema &Uacute;nico de Sa&uacute;de (SUS).<br />
<br />
Segundo o secret&aacute;rio Samuel Bonilha, todos os esfor&ccedil;os est&atilde;o sendo feitos para minimizar os danos aos pacientes e garantir a continuidade dos tratamentos. <em>&ldquo;Estamos fazendo de tudo para que esses pacientes tenham a continuidade dos tratamentos e tratamento de qualidade, com cuidado e aten&ccedil;&atilde;o. Esse &eacute; nosso dever&rdquo;</em>, disse o secret&aacute;rio.<br />
<br />
<strong><u>Mais de 20 pacientes de alta</u></strong><br />
<br />
Dos 116 pacientes que foram encaminhados a Imperatriz para as sess&otilde;es de radioterapia, 21 j&aacute; tiveram alta e retorno.<br />
<br />
Uma das pacientes que ainda continua em Impetratriz &eacute; moradora de Formoso do Araguaia, Eliene Medanha, que conta que o tratamento tem evolu&iacute;do cada vez mais porque tem sido de qualidade. &ldquo;<em>A forma como somos tratadas influencia muito. Aqui a hospedagem, alimenta&ccedil;&atilde;o e transporte atendem ao que gente precisa. Eu iniciei o tratamento em Aragua&iacute;na, vim pra c&aacute; e com f&eacute; em Deus aqui vai terminar com tudo dando certo</em>&rdquo;, disse.<br />
<br />
Tamb&eacute;m lutando contra um c&acirc;ncer na mama, a cabeleleira e moradora de Palmas, Maria Jesana, conta que h&aacute; um ano descobriu a doen&ccedil;a e que s&oacute; faltam 15 sess&otilde;es para finalizar o tratamento. &ldquo;<em>Muito bem tratada, contente e confiante. Estou quase finalizando o tratamento e tenho certeza que vai dar tudo certo. Tenho certeza que Deus preparou este lugar pra gente&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
Acompanhando a esposa que tamb&eacute;m est&aacute; em Imperatriz, Danerviel Digno disse que o tratamento que a companheira tem recebido s&oacute; aumenta a esperan&ccedil;a de melhora. &ldquo;<em>Gra&ccedil;as a Deus aqui est&aacute; tudo &oacute;timo. O pessoal est&aacute; cuidando da gente direito desde que chegamos aqui&rdquo;,</em> contou.<br />
<br />
<u><b>Instituto Oncol&oacute;gico</b></u><br />
<br />
A Sesau rescindiu o contrato, no valor de R$ 5,5 milh&otilde;es ao ano, com o Instituto Oncol&oacute;gico, que&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">prestava o servi&ccedil;o de radioterapia no Hospital Regional de Aragua&iacute;na (HRA). Na &eacute;poca foi determinado o prazo de 5 dias para a empresa apresentar progama&ccedil;&atilde;o de desocupa&ccedil;&atilde;o e 15 dias para retirada dos equipamentos do hospital<br />
<br />
O instituto alegou dificuldades para quitar despesas com os funcion&aacute;rios devido o Estado n&atilde;o ter repassado </span><span style="font-size:14px;">cerca de R$ 1,3 milh&atilde;o, mas o governo disse n&atilde;o reconhecer tal d&iacute;vida.</span><br />
<br />

Comentários pelo Facebook: