Seet
Sobral – 300×100

Escritor Augusto Cury e cantor Fagner fazem abertura do Salão do Livro neste sábado; evento deve atrair 250 mil pessoas

admin -

<span style="font-size:14px;">A 9&ordf; edi&ccedil;&atilde;o do Sal&atilde;o do Livro come&ccedil;a neste s&aacute;bado (9) com a expectativa de atrair 250 mil pessoas e movimentar mais de R$ 8 milh&otilde;es. O evento ser&aacute; realizado no Centro de Conven&ccedil;&otilde;es Parque do Povo, em Palmas. A abertura oficial ser&aacute; realizada a partir das 19h com o desenlace da fita e o pronunciamento das autoridades presentes. Na sequ&ecirc;ncia, o escritor, m&eacute;dico e doutor em Psican&aacute;lise, Augusto Cury realiza a palestra &ldquo;<em>Ansiedade: como enfrentar o mal do s&eacute;culo&rdquo;</em>, no audit&oacute;rio Ti&atilde;o Pinheiro. Fechando a noite, o cantor Fagner apresentar&aacute;, durante o show no palco principal do evento, uma mistura de sucessos e m&uacute;sicas de seu &aacute;lbum de trabalho, <em>&ldquo;P&aacute;ssaros Urbanos&rdquo;</em>.<br />
<br />
Em 2015, o Sal&atilde;o tem como tema &ldquo;Regionalismo e Desenvolvimento: Na terra do Sol, a vida se transforma atrav&eacute;s da leitura&rdquo;, e ser&aacute; realizado em conjunto com a 11&ordf; Feira de Folclore, Comidas T&iacute;picas e Artesanato do Tocantins (Fecoarte). Neste ano, os escritores homenageados ser&atilde;o Ti&atilde;o Pinheiro e Mauricio de Sousa, criador da Turma da M&ocirc;nica.<br />
<br />
Para o secret&aacute;rio de Estado da Educa&ccedil;&atilde;o, Ad&atilde;o Francisco de Oliveira, a 9&ordf; edi&ccedil;&atilde;o do Sal&atilde;o do Livro vem para mobilizar estudantes, professores e p&uacute;blico em torno de um tema de extrema import&acirc;ncia: a leitura. &ldquo;<em>A retomada do Sal&atilde;o do Livro, al&eacute;m de cumprir um compromisso firmado pelo governador Marcelo Miranda, reflete diretamente na realidade educacional do nosso Estado &agrave; medida que estimula entre crian&ccedil;as, adolescentes, jovens e adultos tocantinenses a pr&aacute;tica da leitura e o enriquecimento cultural</em>&rdquo;, disse.<br />
<br />
Segundo o gestor, al&eacute;m de fortalecer o processo de forma&ccedil;&atilde;o de novos leitores, o evento liter&aacute;rio dever&aacute; aquecer a economia local, movimentando cerca de R$ 8,7 milh&otilde;es durante os nove dias em que o Sal&atilde;o estar&aacute; em atividade. <em>&ldquo;J&aacute; est&atilde;o sendo organizados nos estandes, os mais de 50 mil t&iacute;tulos que estar&atilde;o &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o do p&uacute;blico. Ao todo, ser&atilde;o mais de 200 toneladas de livros das mais de 30 editoras participantes&rdquo;</em>, completou.<br />
<br />
<strong><u>Estrutura e economia</u></strong><br />
<br />
O Sal&atilde;o do Livro 2015 conta com uma &aacute;rea de 2.173,50m&sup2;, compostos por dois pavilh&otilde;es para livros, espa&ccedil;o jovem, espa&ccedil;o crian&ccedil;a, caf&eacute; liter&aacute;rio, dois audit&oacute;rios, pra&ccedil;a de alimenta&ccedil;&atilde;o, palco para shows nacionais e regionais. Nos pavilh&otilde;es dos livros ser&atilde;o 71 estandes de obras did&aacute;ticas, liter&aacute;rias, t&eacute;cnicas e dos mais diversos g&ecirc;neros. J&aacute; no pavilh&atilde;o infantil ser&atilde;o outros 12 estandes exclusivos para obras destinadas a esse p&uacute;blico.<br />
<br />
Para a Fecoarte, evento realizado em conjunto com o Sal&atilde;o, ser&aacute; criada uma cidade cenogr&aacute;fica neocolonial remetendo aos hist&oacute;ricos munic&iacute;pios do Tocantins, como Natividade e Arraias. Em 2015, com a redu&ccedil;&atilde;o nos gastos com a estrutura do Sal&atilde;o do Livro, a inten&ccedil;&atilde;o do Governo de Estado &eacute; fazer uma economia de mais de 60%. A previs&atilde;o &eacute; que sejam investidos cerca de R$ 4,7 milh&otilde;es.<br />
<br />
<em>&ldquo;&Eacute; preciso que o Estado do Tocantins seja considerado dentro de sua pluralidade regional e o Sal&atilde;o do Livro chama a aten&ccedil;&atilde;o para isto. N&oacute;s queremos que seja uma oportunidade para que a popula&ccedil;&atilde;o reconhe&ccedil;a o Estado dentro desta diversidade. Teremos aqui, ao longo desses nove dias de evento, algo em torno de 250 mil pessoas, n&atilde;o s&oacute; do munic&iacute;pio de Palmas, mas de todo o Estado do Tocantins e de Estados adjacentes&rdquo;</em>, finalizou Ad&atilde;o Francisco.</span>

Comentários pelo Facebook: