Seet
Sobral – 300×100

Diretrizes do ensino infantil são discutidas no TO; ingresso na pré-escola será a partir dos 4 anos

admin -

<span style="font-size:14px;"><em>&ldquo;Oferta de ensino de qualidade &eacute; quest&atilde;o de direitos humanos&rdquo;</em>. Com essa afirma&ccedil;&atilde;o, o Procurador-Geral de Justi&ccedil;a, Clenan Renaut de Melo Pereira, garantiu o empenho do Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) em se fazer cumprir as mudan&ccedil;as da Lei de Diretrizes e Bases da Educa&ccedil;&atilde;o Nacional (LDB) durante abertura do I Ciclo de Debates sobre Educa&ccedil;&atilde;o Infantil e Atua&ccedil;&atilde;o do Minist&eacute;rio P&uacute;blico, na manh&atilde; desta sexta-feira (18). O evento reuniu integrantes da institui&ccedil;&atilde;o, prefeitos, secret&aacute;rios de educa&ccedil;&atilde;o, conselhos de educa&ccedil;&atilde;o e outras entidades representativas.<br />
<br />
O ciclo de debates tem a inten&ccedil;&atilde;o de discutir e orientar as diretrizes do ensino infantil, j&aacute; que a partir de 2016, ser&aacute; obrigat&oacute;ria a matr&iacute;cula de crian&ccedil;as com idade entre 4 e 5 anos de idade e n&atilde;o mais a partir de 6 anos, como acontece atualmente. O coordenador do Centro de Apoio Operacional &agrave;s Promotorias de Justi&ccedil;a da Inf&acirc;ncia e Juventude (Caopij), Promotor de Justi&ccedil;a Sidney Fiori J&uacute;nior, destacou que, al&eacute;m da obrigatoriedade de criar estrutura para atender &agrave;s crian&ccedil;as, ser&aacute; dever do Munic&iacute;pio ofertar um ensino de qualidade. &ldquo;<em>nosso objetivo &eacute; justamente preparar os munic&iacute;pios e todos os agentes envolvidos para cumprir as mudan&ccedil;as na lei de diretrizes e bases da educa&ccedil;&atilde;o&rdquo;</em>, afirmou.<br />
<br />
E foi sobre ensino de qualidade na primeira Inf&acirc;ncia que a psic&oacute;loga Ely Harasawa, consultora em educa&ccedil;&atilde;o infantil, discorreu. Segundo ela, estudos revelam que &eacute; principalmente na inf&acirc;ncia que o ser humano forma o c&eacute;rebro. As experi&ecirc;ncias vividas nesse per&iacute;odo ir&atilde;o refletir no comportamento, na sa&uacute;de e no aprendizado por toda a vida. Para ela, investir na educa&ccedil;&atilde;o infantil significa reduzir custos nas outras etapas da vida.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/meio(2).jpg" style="width: 300px; height: 199px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: left;" /><img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/meio1(2).jpg" style="width: 300px; height: 199px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" /><br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
<br />
Os programas de capta&ccedil;&atilde;o de recursos para o financiamento da educa&ccedil;&atilde;o foram assunto explanado pela auditora federal do Tribunal de Contas da Uni&atilde;o, Ant&ocirc;nia Maria da Silva, segunda palestrante do debate. A auditora disse que o Minist&eacute;rio P&uacute;blico e o Tribunal de Contas ter&atilde;o papel crucial para assegurar que a meta seja cumprida, a partir de 2016, principalmente, diante da atual crise com menor arrecada&ccedil;&atilde;o e consequentemente, menor repasse.<br />
<br />
Al&eacute;m da responsabilidade do munic&iacute;pio em garantir o ingresso, os pais ter&atilde;o obrigatoriedade de matricular os filhos na escola, caso contr&aacute;rio,&nbsp; poder&atilde;o responder criminalmente.<br />
<br />
Na solenidade de abertura, al&eacute;m do PGJ e do Coordenador do Caopij, compuseram a mesa o coordenador do Centro de Estudos e Aperfei&ccedil;oamento Funcional do Minist&eacute;rio P&uacute;blico, Procurador de Justi&ccedil;a Jos&eacute; Maria da Silva J&uacute;nior, o Presidente da Associa&ccedil;&atilde;o Tocantinense de Minist&eacute;rio P&uacute;blico, Luciano Casaroti, e a presidente do Centro de Defesa dos Direitos da Crian&ccedil;a e do Adolescente Gl&oacute;ria de Ivone, M&ocirc;nica Brito.<br />
<br />
Os integrantes do Minist&eacute;rio P&uacute;blico puderam acompanhar o ciclo de debates ao vivo pela primeira vez, por meio de transmiss&atilde;o pelo sistema moodle.</span>

Comentários pelo Facebook: