Seet
Sobral – 300×100

Aprovada urgência em requerimento para que Governo apresente cronograma de convocação da Polícia Civil

admin -

<span style="font-size:14px;">Foi aprovada nesta quarta-feira (23), em regime de urg&ecirc;ncia, a solicita&ccedil;&atilde;o de autoria da deputada estadual Luana Ribeiro (PR-TO) que solicita ao Estado a apresenta&ccedil;&atilde;o &nbsp;de um cronograma de convoca&ccedil;&atilde;o para o concurso da Pol&iacute;cia Civil. &ldquo;<em>&Eacute; inadmiss&iacute;vel que os aprovados tenham que aguardar tanto tempo para serem chamados, enquanto a popula&ccedil;&atilde;o padece com a falta de seguran&ccedil;a&rdquo;</em>, alegou Luana.<br />
<br />
A proposta foi apresentada na sess&atilde;o desta quarta e ser&aacute; votada definitivamente na pr&oacute;xima sess&atilde;o ordin&aacute;ria. Pelo documento, Luana requer que as secretarias de Administra&ccedil;&atilde;o, Planejamento, Seguran&ccedil;a P&uacute;blica e&nbsp; Casa civil apresentem um cronograma com urg&ecirc;ncia para o certame. Ontem, completou um ano da realiza&ccedil;&atilde;o do Teste de Aptid&atilde;o F&iacute;sica (TAF) e os aprovados fizeram uma manifesta&ccedil;&atilde;o na Assembleia Legislativa. Com faixas e palavras de ordem, eles pediram a convoca&ccedil;&atilde;o imediata e a inclus&atilde;o do curso de forma&ccedil;&atilde;o na Lei Or&ccedil;ament&aacute;ria Anual (LOA).&quot;<em>&Eacute; justo que os aprovados fa&ccedil;am as novas fases do certame e sejam convocados&quot;</em>, disse a parlamentar.<br />
<br />
<strong><u>Certame</u></strong><br />
<br />
O edital do concurso foi publicado em fevereiro de 2014 e as provas aconteceram em junho. Foram oferecidas 515 vagas para os cargos de delegado, agente, escriv&atilde;o, papiloscopista, agente de necrotomia, m&eacute;dico legista e perito criminal. Mais de 16 mil candidatos fizeram as provas da primeira fase. Foram disponibilizadas 515 vagas para provimento imediato e cadastro de reservas da Policia Civil. Das 397 vagas previstas para provimento imediato, 97 s&atilde;o para delegado, 38 para agente, 162 para escriv&atilde;o, 20 para auxiliar de aut&oacute;psia, 10 para papiloscopista, 10 para m&eacute;dico legista e 60 para perito criminal.<br />
<br />
O governo n&atilde;o deu continuidade no concurso porque alega falta de recursos. Segundo os aprovados, h&aacute; hoje um d&eacute;ficit de 1.300 policiais na Pol&iacute;cia Civil do Estado.</span>

Comentários pelo Facebook: