Seet
Sobral – 300×100

Detentos recebem capacitação em Araguaína e vão produzir roupas íntimas para aumentar renda

admin -

<span style="font-size:14px;">Nesta quarta-feira (23) ocorreu a apresenta&ccedil;&atilde;o dos 11 projetos de ressocializa&ccedil;&atilde;o que est&atilde;o em funcionamento ou ainda ser&atilde;o implantados na Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG), em Aragua&iacute;na (TO).<br />
<br />
Na ocasi&atilde;o, autoridades e a comunidade puderam conhecer de perto o resultado das oportunidades dadas a quem um dia trilhou o caminho da criminalidade.<br />
<br />
Os projetos est&atilde;o sendo poss&iacute;veis gra&ccedil;as &agrave; iniciativa da 2&deg; Vara Criminal e da Execu&ccedil;&atilde;o Penal de Aragua&iacute;na e do apoio da Defensoria P&uacute;blica – que &eacute; o canal entre a ansiedade/necessidade dos reeducandos e o Sistema de Justi&ccedil;a, Central de Penas e Medidas Alternativas de Aragua&iacute;na (Cepema), Conselho da Comunidade,&nbsp; Umanizzare, Diretoria da UTPBG e Governo do Estado.<br />
<br />
O mais novo projeto, que come&ccedil;ou a funcionar efetivamente nesta quarta-feira, &eacute; o &ldquo;M&atilde;o de Obra Carcer&aacute;rio em Regime Fechado&rdquo;, institu&iacute;do pelo Conselho da Comunidade. Por meio do recebimento de penas pecuni&aacute;rias vindas da 2&ordf; Vara Criminal e da Execu&ccedil;&atilde;o Criminal, foram adquiridas m&aacute;quinas de costura, e os reeducandos passaram por capacita&ccedil;&atilde;o do Servi&ccedil;o Nacional da Ind&uacute;stria (Senai) e ir&atilde;o produzir pe&ccedil;as de roupas &iacute;ntimas , fruto de parceria com a Empresa Quatro Ventos. Inicialmente est&atilde;o participando 30 reeducandos.<br />
<br />
<em>&quot;Eu s&oacute; queria uma oportunidade, oportunidade de aprender,&nbsp; me melhorar. Errei, eu sei disso, mas n&atilde;o posso ficar aqui s&oacute; vendo o tempo passar sem nada fazer. Fui condenado, tenho uma pena a cumprir, e ser&aacute; que por isso tenho que ficar numa cela sem nada a fazer? Quero trabalhar,&nbsp; produzir, ter uma nova chance</em>&quot;, relatou um reeducando de 40 anos e condenado a 17 anos de pris&atilde;o.<br />
<br />
O defensor p&uacute;blico Sandro Ferreira destacou a import&acirc;ncia de se instituir na Unidade o sentimento de esperan&ccedil;a entre todos. &ldquo;<em>Tanto em rela&ccedil;&atilde;o aos reeducandos que percebem um horizonte diferente, quanto &agrave; sociedade que ir&aacute; receb&ecirc;-los j&aacute; ressocializados, inclusive com of&iacute;cio e educa&ccedil;&atilde;o. Acredito que essa uni&atilde;o de institui&ccedil;&otilde;es coloca&nbsp; Aragua&iacute;na como refer&ecirc;ncia no Estado&nbsp; e o Tocantins tem a possibilidade de se tornar exemplo para o Brasil&rdquo;</em>.<br />
<br />
Para a vice-governadora Cl&aacute;udia L&eacute;lis, o dever enquanto gestor p&uacute;blico &eacute; auxiliar esses detentos que est&atilde;o cumprindo pena e precisam de apoio, de uma atividade profissional, para que quando voltarem ao conv&iacute;vio social tenham condi&ccedil;&otilde;es de trabalhar com dignidade.<br />
<br />
A secretaria de estado de Defesa e Prote&ccedil;&atilde;o Social, Gleidy Braga, destacou a necessidade de alternativas ao encarceramento, dos n&uacute;meros nada positivos da popula&ccedil;&atilde;o carcer&aacute;ria no pa&iacute;s e da vontade de mudar a realidade, proporcionar oportunidades e fazer valer os direitos humanos.<br />
<br />
O juiz Ant&ocirc;nio Dantas ressaltou a import&acirc;ncia da valoriza&ccedil;&atilde;o do ser humano e da oportunidade. &ldquo;<em>O que me move &eacute; o ser humano e se n&oacute;s n&atilde;o acreditarmos no pr&oacute;ximo e n&atilde;o lutarmos para que ele possa mudar de vida, como &eacute; o caso daquelas pessoas que est&atilde;o em situa&ccedil;&atilde;o de vulnerabilidade,&nbsp; em especial os reeducandos, n&atilde;o tem sentido essa atua&ccedil;&atilde;o, n&atilde;o tem sentido a vida em sociedade, porque seria muito ego&iacute;sta excluirmos essas pessoas, ou os doentes, os &oacute;rf&atilde;os,&nbsp; e nos trancarmos no nosso mundo. N&oacute;s estamos aqui para trabalhar a solidariedade,&nbsp; para dar oportunidade aquelas pessoas que n&atilde;o tiveram a oportunidade de se tornar pessoas melhores, e isso s&oacute; investindo no ser humano&rdquo;,&nbsp;</em>disse.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/f%E1brica.jpg" style="width: 601px; height: 338px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px;" /><br />
<br />
<strong><u>Projetos</u></strong><br />
<br />
Ao todo devem ser implantados neste ano cerca de onze projetos, sendo que sete deles j&aacute; est&atilde;o em franca atividade e quatro devem entrar em funcionamento nos pr&oacute;ximos dois meses.<br />
<br />
<strong><u>Em funcionamento</u></strong><br />
<br />
Atualmente est&atilde;o em funcionemento os projetos:&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">M&atilde;o de Obra Carcer&aacute;ria em Regime Fechado; p</span><span style="font-size:14px;">rojeto Remi&ccedil;&atilde;o pela leitura &ldquo;Come&ccedil;ando de Novo&rdquo;;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Projeto Plantando a Liberdade &ldquo;Horta &ndash; dentro da Unidade Prisional&rdquo;;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Remi&ccedil;&atilde;o de pena pelo Artesanato;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Projeto Cinema em A&ccedil;&atilde;o;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Projeto Hist&oacute;rias de Vida;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Projeto Juiz Presente e Audi&ecirc;ncia de Informa&ccedil;&atilde;o e Requerimento;&nbsp;</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><strong><u>A ser implantado</u></strong><br />
<br />
Ser&atilde;o implantados os projetos:&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Sete Notas para Liberdade;&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Acordes para Vida &ndash; &ldquo;Canto que Liberta&quot;; p</span><span style="font-size:14px;">rojeto Centro de Ressocializa&ccedil;&atilde;o Ecum&ecirc;nico e inter-religioso para a acolhida de pessoas em risco social (CREIA);&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Projeto Ritmos de Paz.&nbsp;</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><strong><u>Barra da Grota</u></strong><br />
<br />
A Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG) localizada a cerca de 7 km de Aragua&iacute;na, na regi&atilde;o norte do Tocantins, &eacute; um pres&iacute;dio de seguran&ccedil;a m&aacute;xima, e abriga presos provis&oacute;rios e condenados de alta periculosidade.<br />
<br />
Inaugurada em 2005, a unidade com capacidade para 450 presos tem um moderno sistema de seguran&ccedil;a com c&acirc;meras e microc&acirc;meras, sensores visuais e auditivos. Em 2011, passou a ser gerida, em regime de cogest&atilde;o plena, pela Umanizzare, que administra, tamb&eacute;m em regime de cogest&atilde;o, a Casa de Pris&atilde;o Provis&oacute;ria de Palmas. O Estado possui atualmente 3.073 presos divididos em&nbsp; 43 unidades prisionais, deste n&uacute;mero de detentos, 170 s&atilde;o mulheres, em Barra da Grota s&atilde;o 334 detentos.</span>

Comentários pelo Facebook: