Seet
Sobral – 300×100

Projeto discute fortalecimento internacional do setor agroexportador do Tocantins

admin -

<span style="font-size:14px;">O projeto Agroneg&oacute;cio Competitivo, lan&ccedil;ado em 2013 pela Confedera&ccedil;&atilde;o da Agricultura e Pecu&aacute;ria do Brasil (CNA), e executado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), teve sua terceira etapa apresentada nesta segunda-feira (28) em um workshop realizado por t&eacute;cnicos do banco e da empresa Macrolog&iacute;stica, com a participa&ccedil;&atilde;o de representantes do setor agro econ&ocirc;mico do Tocantins.<br />
<br />
O projeto tem o objetivo de contribuir para que o Tocantins se transforme em um Estado preparado para exportar seus produtos agropecu&aacute;rios e se torne mais competitivo no cen&aacute;rio internacional. No Tocantins o projeto &eacute; coordenado pela Federa&ccedil;&atilde;o da Agricultura e Pecu&aacute;ria do Estado (FAET).<br />
<br />
O workshop, que tem o objetivo de discutir as propostas de investimento que far&atilde;o parte do plano de a&ccedil;&atilde;o do projeto, se estende at&eacute; amanh&atilde;, ter&ccedil;a-feira (29) no audit&oacute;rio do Sistema FAET/SENAR, em Palmas.<br />
<br />
Durante as etapas anteriores do projeto foram definidas quatro cadeias agr&iacute;colas que ser&atilde;o trabalhadas no Tocantins: Abacaxi; Carne: Aves, Ovinos e Peixes; Leite e Silvicultura. A partir deste levantamento foram identificados os investimentos que ser&atilde;o executados para a melhoria das vantagens competitivas do agroneg&oacute;cio.<br />
<br />
<em>&ldquo;Neste estudo tamb&eacute;m foram identificados, os principais gargalos enfrentados pelos produtores rurais que trabalham com essas cadeias, e que implicam, diretamente, nas dificuldades para o crescimento e a exporta&ccedil;&atilde;o de seus produtos</em>&rdquo;, explicou o especialista em Integra&ccedil;&atilde;o e Com&eacute;rcio do BID, Guilherme Piereck.<br />
<br />
O presidente da Federa&ccedil;&atilde;o da Agricultura e Pecu&aacute;ria do Estado do Tocantins (FAET) e do Servi&ccedil;o Nacional de Aprendizagem Rural do Tocantins (SENAR/TO), Paulo Carneiro, destacou que este projeto tem o objetivo de tornar o agroneg&oacute;cio do Tocantins mais competitivo, atrav&eacute;s de a&ccedil;&otilde;es que v&atilde;o, desde o fortalecimento das estrat&eacute;gias de diversifica&ccedil;&atilde;o da produ&ccedil;&atilde;o, da pauta de exporta&ccedil;&atilde;o do agroneg&oacute;cio, do diagn&oacute;stico da infraestrutura log&iacute;stica existente at&eacute; a organiza&ccedil;&atilde;o de semin&aacute;rios de capacita&ccedil;&atilde;o dos setores produtivos envolvidos.<br />
<br />
No workshop est&atilde;o sendo abordadas as a&ccedil;&otilde;es para o fortalecimento do cooperativismo e associativismo; facilita&ccedil;&atilde;o dos procedimentos de licenciamento ambiental e do acesso &agrave; tecnologia de produ&ccedil;&atilde;o e ao cr&eacute;dito; cria&ccedil;&atilde;o de estrutura de industrializa&ccedil;&atilde;o do abacaxi; capacita&ccedil;&atilde;o da m&atilde;o de obra e da gest&atilde;o rural e de processos de exporta&ccedil;&atilde;o; atra&ccedil;&atilde;o de investimentos; promo&ccedil;&atilde;o de exporta&ccedil;&otilde;es; integra&ccedil;&atilde;o log&iacute;stica entre os polos de produ&ccedil;&atilde;o e os corredores de exporta&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Participaram do primeiro dia do encontro o superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento noTocantins (CONAB/TO), Jalbas Manduca; do superintendente da FAET, Frederico Sodr&eacute;; representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecu&aacute;ria (Embrapa); da Superintend&ecirc;ncia Federal do Minist&eacute;rio da Agricultura, Pecu&aacute;ria e Abastecimento; secretarias de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Econ&ocirc;mico; da Federa&ccedil;&atilde;o da Ind&uacute;stria do Estado do Tocantins (Fieto) e de diretores da Macrolog&iacute;stica, empresa respons&aacute;vel pela realiza&ccedil;&atilde;o dos estudos e desenvolvimento do projeto Agroneg&oacute;cio Competitivo</span>

Comentários pelo Facebook: