Sobral – 300×100
Seet

Unitins institui quatro comissões para elaborar estudo sobre criação da Universidade Estadual do Tocantins

admin -

<span style="font-size:14px;">Foi publicado no Di&aacute;rio Oficial do Estado (DOE) da &uacute;ltima quinta-feira (01), a portaria 523/1&ordm; de outubro que institui as comiss&otilde;es de trabalho respons&aacute;veis pelo estudo que objetiva a cria&ccedil;&atilde;o da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), autarquia em regime especial.<br />
<br />
Segundo a justificativa apresentada pela reitora da Unitins, Eliz&acirc;ngela Gl&oacute;ria Cardoso, para dar in&iacute;cio ao processo de mobiliza&ccedil;&atilde;o institucional para a mudan&ccedil;a da personalidade jur&iacute;dica da institui&ccedil;&atilde;o, uma universidade p&uacute;blica estadual &eacute; importante para o desenvolvimento educacional, econ&ocirc;mico e social do Estado. O objetivo &eacute; a transforma&ccedil;&atilde;o da Unitins em funda&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica de direito p&uacute;blico com natureza de autarquia.<br />
<br />
&ldquo;<em>A Unitins tem uma trajet&oacute;ria acad&ecirc;mica de sucesso, tendo em vista que j&aacute; certificou mais de 83.600 alunos. Atualmente, s&atilde;o 1.407 acad&ecirc;micos matriculados, sendo, portanto, uma realidade que n&atilde;o cabe retrocesso. Na modalidade a dist&acirc;ncia, em parceria com a UAB, s&atilde;o 821 acad&ecirc;micos nos 12 polos</em>&rdquo;, destacou a reitora.<br />
<br />
Conforme a portaria, para a realiza&ccedil;&atilde;o do estudo quatro comiss&otilde;es ser&atilde;o institu&iacute;das, compostas por, no m&aacute;ximo, cinco membros, bem como um comit&ecirc; central que ir&aacute; recepcionar, organizar, sistematizar e analisar todo material produzido pelas comiss&otilde;es. As comiss&otilde;es t&ecirc;m como tema ensino, pesquisa e extens&atilde;o; patrim&ocirc;nio e or&ccedil;amento; legisla&ccedil;&atilde;o; e recursos humanos. J&aacute; o comit&ecirc; central dever&aacute; ser formado por pr&oacute;-reitores, chefe de gabinete, reitora, vice-reitora e procurador do Estado.<br />
<br />
Nos c&acirc;mpus do interior, Araguatins, Augustin&oacute;polis e Dian&oacute;polis, a portaria informa que ser&aacute; criado um grupo de trabalho para tratar de todos os temas das comiss&otilde;es, devendo o grupo ser coordenado pelo diretor do c&acirc;mpus e as propostas ser&atilde;o encaminhadas para o comit&ecirc; central.<br />
<br />
As comiss&otilde;es ter&atilde;o prazo m&aacute;ximo de 15 dias, a partir da data de institui&ccedil;&atilde;o delas, para apresentar o resultado do estudo ao comit&ecirc; central.</span>

Comentários pelo Facebook: