Sobral – 300×100
Seet

Halum votará pelo fim do 14º e 15º salários na Câmara Federal

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O presidente da C&acirc;mara, Henrique Eduardo Alves, anunciou que o Plen&aacute;rio vai votar amanh&atilde; (27) a proposta que acaba com os 14&ordm; e 15&ordm; sal&aacute;rios de deputados e senadores (PDC 569/12). Ele ressaltou que a inclus&atilde;o do projeto na pauta foi apoiada por todos os l&iacute;deres partid&aacute;rios. &ldquo;&Eacute; uma decis&atilde;o para o bem desta Casa&rdquo;, disse Alves.<br />
<br />
L&iacute;deres de todos os partidos assinaram um requerimento de urg&ecirc;ncia para vota&ccedil;&atilde;o da proposta &ndash; o requerimento tamb&eacute;m deve ser votado amanh&atilde;, em Plen&aacute;rio. O deputado federal C&eacute;sar Halum (PSD-TO), disse que a vota&ccedil;&atilde;o segue os anseios da sociedade. &ldquo;Deve haver um tratamento equ&acirc;nime para todos os trabalhadores&rdquo;, afirmou.<br />
<br />
Halum ressalta que, em pleno s&eacute;culo XXI, n&atilde;o se pode mais admitir que um grupo seleto da sociedade brasileira tenha direito a um benef&iacute;cio que n&atilde;o &eacute; estendido a grande maioria dos trabalhadores do pa&iacute;s. &quot;O 13&deg; &eacute; uma conquista das classes trabalhadoras, mas n&atilde;o h&aacute; qualquer sentido manter o 14&deg; e o 15&deg; somente, e justamente, em benef&iacute;cio daqueles eleitos para representar toda a popula&ccedil;&atilde;o. O Brasil vive um tempo de mudan&ccedil;as e a manuten&ccedil;&atilde;o desse privil&eacute;gio n&atilde;o pode mais ser tolerada. A sociedade exige, e n&oacute;s temos a obriga&ccedil;&atilde;o de ir de acordo com os anseios de quem nos elege&quot;, disse.<br />
<br />
O presidente da C&acirc;mara tamb&eacute;m afirmou que n&atilde;o est&aacute; em discuss&atilde;o no Legislativo nenhuma medida para compensar financeiramente a extin&ccedil;&atilde;o da ajuda de custo aos congressistas.<br />
<br />
&ldquo;N&atilde;o [h&aacute; chance de a C&acirc;mara criar compensa&ccedil;&otilde;es para o fim do 14&ordm; e do 15&ordm;]. Uma coisa &eacute; uma coisa e outra coisa &eacute; outra coisa&rdquo;, respondeu Henrique Alves ao ser indagado sobre o tema.<em> (Com informa&ccedil;&otilde;es da Ag&ecirc;ncia C&acirc;mara)</em></span></div>

Comentários pelo Facebook: