Seet
Sobral – 300×100

Professora cativa estudantes e promove respeito mútuo em sala de aula no Tocantins

admin - |

Pensar as relações interpessoais além do sistema pedagógico e da sala de aula; dar às crianças uma atenção diferenciada e o afeto que muitas vezes elas não encontram em casa. A partir dessas premissas, a professora Anaritônia Rodrigues Machado de Montipalma leva aos seus alunos muito mais do que aulas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências.

Ela dá a eles um pedaço, uma extensão do lar e, assim, fortalece os laços de carinho, desenvolvendo, ao mesmo tempo, o sistema de ensino-aprendizado.

Junto a uma turma de 24 alunos do 5º ano do ensino fundamental, Anaritônia leciona 12 disciplinas, mas garante que seu ensino vai muito além das lições descritas nos livros e cartilhas. “Eu procuro sempre dar a eles um carinho a mais, dar mais afeto, um amor que muitas vezes eles não encontram em casa”, destacou.

A professora reforça que procura sempre meios diferentes de chamar a atenção das crianças, promovendo o respeito mútuo e as noções de responsabilidade através do exemplo repassado de mestre para aprendiz.

“Todas as vezes que eu chego à sala de aula eu procuro elaborar dinâmicas diferentes e divertidas, sempre pensando em uma forma de mudar o comportamento e as atitudes dos alunos”, pontuou.

Desta forma, garante a professora, os resultados em sala de aula têm sido positivos à medida que os alunos veem na professora uma figura amiga e próxima, mesmo sem perder a seriedade quando necessário.

“Eu percebi que melhora o aprendizado, pois aumentou a confiança entre nós. Eu posso sair da sala de aula que os alunos continuam disciplinados e estudando. Mas quando é preciso chamar a atenção de algum deles, eu chamo”, lembrou.

Satisfação

Dentro do ambiente escolar, a política “paz, amor e responsabilidade” implantada pela professora Anaritônia tem surtido efeito junto aos alunos. Prova disso é a concentração com que os pequenos alunos acompanham as atividades, ou participam do Cantinho da Leitura – espaço pensado pela educadora para incentivar a prática pedagógica.

A pequena Estela de Sousa Caxias, de 11 anos, destacou que as aulas se tornam bem mais agradáveis com a metodologia implantada pela educadora. De acordo com ela, Anaritônia é bem mais que uma professora, é um pedacinho de casa dentro da escola.

“Ela nos atende com muito carinho e com muita dedicação. Toda vez que tenho uma dúvida, a professora procura estudar junto com a gente e isso deixa a aula muito mais legal”, destacou.

Comentários pelo Facebook: