Sobral – 300×100
Seet

141 servidores de Piraquê estão com nome sujo; Prefeitura deixou de repassar empréstimos à Caixa

admin - |

Da Redação
Portal AF Notícias

A Caixa Econômica (CEF) entrou com ação na Justiça Federal para que o Município de Piraquê (TO) efetue o pagamento de mais de R$ 83 mil referente ao empréstimo consigninado de 141 servidores municipais.

De acordo com a ação, os descontos estão sendo efetuados todos os meses na folha de pagamento dos servidores, no entanto, não estão sendo repassados ao banco. Diante disso, os 141 trabalhadores que contraíram o empréstimo já constam como inadimplentes e foram inscritos no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa.

Na ação, que tramita na subseção Judiciária Federal de Araguaína, também é dito que a Caixa já enviou notificação extrajudicial para a Prefeitura de Piraquê cobrando a regularização do repasse, mas não obteve êxito.

De acordo com o banco, o município efetuou apenas um único pagamento, correspondente ao mês de de abril, sendo que os meses de fevereiro, março e os subsequentes ainda não foram regularizados. Acrescenta ainda que a partir desses dois meses o município teria deixado de efetuar os devidos repasses, mas continuou descontando as prestações na folha de pagamento dos funcionários.

Em razão do problema, o Muicípio de Piraquê já está incluído no CADIN – Cadastro Informativo de Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Federais – e bloqueado no CAUC – Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias. O gestor também pode responder pelo crime de apropriação indébita. 

Comentários pelo Facebook: