Partidos 'se antecipam' a eleitores e definem candidato único em cidade do Tocantins

admin -

<p>
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; "><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">N&atilde;o fosse pelos discretos e escassos adesivos e cartazes em casas e carros, a campanha eleitoral passaria despercebida nas ruas da pequena Fortaleza do Taboc&atilde;o (157 km de Palmas).&nbsp; Nos dois dias em que a reportagem do&nbsp;</span><strong style="margin: 0px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; color: rgb(51, 51, 51); font-family: Arial; line-height: 20px; ">UOL</strong><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">&nbsp;esteve na cidade, foram vistos apenas dois carros divulgando jingles de campanha. Um deles de um candidato &agrave; C&acirc;mara e outro do &uacute;nico candidato a prefeito da cidade: Fl&aacute;vio Soares Moura Filho, do PSD, o vereador </span><span style="color: rgb(51, 51, 51); ">Flavinho</span><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">, como &eacute; popularmente conhecido no munic&iacute;pio.</span></span></span></p>
<p>
<br style="color: rgb(51, 51, 51); font-family: Arial; font-size: 14px; line-height: 20px; " />
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; "><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">O argumento dos pol&iacute;ticos da cidade para justificar o fato de s&oacute; haver um candidato ao Executivo usa como embasamento algumas pesquisas de opini&atilde;o p&uacute;blica que teriam sido feitas na cidade. Segundo os entrevistados, em todas elas Flavinho vencia na prefer&ecirc;ncia popular como o futuro prefeito. O&nbsp;</span><strong style="margin: 0px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; color: rgb(51, 51, 51); font-family: Arial; line-height: 20px; ">UOL</strong><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">&nbsp;teve acesso a uma delas, feita em 2 de junho, que entrevistou 122 pessoas. Nela, Flavinho atingiu 74% da prefer&ecirc;ncia. &nbsp;</span></span></span></p>
<p>
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; "><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">O mentor desta movimenta&ccedil;&atilde;o teria sido o atual prefeito, Jo&atilde;o Cirino (PR). Ele usa express&otilde;es como &ldquo;amadurecimento pol&iacute;tico&rdquo; e &ldquo;manifesta&ccedil;&atilde;o democr&aacute;tica&rdquo; para classificar o fen&ocirc;meno do candidato &uacute;nico na cidade. &ldquo;A disputa foi muito ferrenha neste quesito. Primeiro se disputou a indica&ccedil;&atilde;o de prefeito, depois a indica&ccedil;&atilde;o de vice do Fl&aacute;vio, chegando &agrave; conclus&atilde;o de que os dois mais votados fossem candidatos a prefeito e vice. Uma ferramenta que n&oacute;s temos para entender a vontade do povo &eacute; a pesquisa de opini&atilde;o p&uacute;blica&rdquo;, defende.</span></span></span></p>
<p>
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; "><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">O vice se tornou </span><span style="color: rgb(51, 51, 51); ">Marcondes Pereira</span><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">&nbsp;(PSDB), que antes disso seria o cabe&ccedil;a de chapa apoiado pelo prefeito Cirino. O&nbsp;</span><strong style="color: rgb(51, 51, 51); font-family: Arial; line-height: 20px; margin: 0px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; ">UOL</strong><span style="color: rgb(51, 51, 51); line-height: 20px; ">&nbsp;n&atilde;o conseguiu confirmar se Marcondes foi de fato o segundo mais votado nas pesquisas. No levantamento ao qual a reportagem teve acesso, o nome de Marcondes n&atilde;o aparecia como alternativa de vice e o &iacute;ndice de rejei&ccedil;&atilde;o a ele como candidato a prefeito chegou a 69%.</span></span></span></p>
<p style="margin: 0px 0px 20px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; line-height: 20px; font-family: Arial; color: rgb(51, 51, 51); ">
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; ">O presidente do diret&oacute;rio do PV na cidade, Sebasti&atilde;o Ars&ecirc;nio Brito Bucar, d&aacute; um relato menos amistoso sobre a forma como Flavinho se tornou candidato &uacute;nico. Ele diz que foi o mau desempenho de Marcondes Pereira nas pesquisas que fez com que Cirino convocasse os presidentes dos partidos para uma reuni&atilde;o em Palmas para propor que houvesse candidatura &uacute;nica composta por Flavinho e Marcondes.<br />
<br />
De acordo com Bucar, o prefeito havia prometido ao governador do Estado do Tocantins, Siqueira Campos, que faria um sucessor na cidade. &ldquo;De l&aacute; saiu decidido n&atilde;o pelos partidos, mas pelos coron&eacute;is da pol&iacute;tica do Tocantins. Sem a popula&ccedil;&atilde;o ter conhecimento e nem os presidentes dos partidos, que tomaram conhecimento nessa reuni&atilde;o, de onde j&aacute; saiu a decis&atilde;o dos deputados, j&aacute; mandados pelo atual governo [do Estado]&rdquo;.<br />
<br />
Teriam participado do encontro, ainda conforme Bucar, os deputados estaduais Freire J&uacute;nior (PMDB) e Sandoval Cardoso (PSD), que estariam representando o Governo do Estado. Consultado, o deputado Freire J&uacute;nior confirmou que participou desta reuni&atilde;o, mas defendeu que nela n&atilde;o houve nenhuma imposi&ccedil;&atilde;o sobre a candidatura &uacute;nica nem sobre quem seria o vice. O deputado Cardoso n&atilde;o retornou a liga&ccedil;&atilde;o da reportagem.</span></span></p>
<p style="margin: 0px 0px 20px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; line-height: 20px; font-family: Arial; color: rgb(51, 51, 51); ">
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; ">Para o candidato a vice, a uni&atilde;o entre ele e Flavinho trar&aacute; benef&iacute;cios &agrave; cidade. &ldquo;Sem o governo [estadual] o prefeito jamais faz obra. E o governador &eacute; meu amigo pessoal, o filho dele &eacute; meu amigo pessoal. Junto com Flavinho, n&oacute;s podemos buscar muitos recursos. Claro que ele estava &agrave; frente nas pesquisas, mas isso n&atilde;o me intimidou&rdquo;, diz o candidato do PSDB a vice-prefeito, Marcondes Pereira.</span></span></p>
<p style="margin: 0px 0px 20px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; line-height: 20px; font-family: Arial; color: rgb(51, 51, 51); ">
<span style="font-family:arial,helvetica,sans-serif;"><span style="font-size: 12px; ">A reportagem do&nbsp;<strong style="margin: 0px; padding: 0px; border: 0px; font: inherit; vertical-align: baseline; ">UOL</strong>&nbsp;come&ccedil;ou a visita por Fortaleza do Taboc&atilde;o acompanhada do candidato Flavinho. As pessoas abordadas foram todas muito receptivas com ele. Nenhuma delas pareceu se importar com o fato dele ser o &uacute;nico candidato &agrave; prefeitura. Abordando moradores sem a companhia dele, esperava-se ouvir mais cr&iacute;ticas &agrave; candidatura &uacute;nica ou a ele.<br style="font-size: 14px; " />
<br style="font-size: 14px; " />
Entretanto, mesmo as pessoas que deixavam claro que n&atilde;o concordavam em ter s&oacute; uma op&ccedil;&atilde;o, destacavam que ele certamente seria eleito de qualquer maneira e que achavam que ele faria um bom governo. O lavrador Ant&ocirc;nio Lopes Carvalho, 60, diz que Flavinho sempre ajudou moradores a resolverem problemas de sa&uacute;de. &ldquo;Ele mesmo, por conta dele, levava pessoas para hospitais em outras cidades, como Guara&iacute; e Palmas. Ele &eacute; muito popular, nasceu e se criou aqui&rdquo;, explica. Flavinho foi o vereador mais votado nas &uacute;ltimas elei&ccedil;&otilde;es, com 180 votos.<br style="font-size: 14px; " />
<br style="font-size: 14px; " />
Aqueles mais revoltados com a situa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o concordaram em gravar entrevista. Como a cidade tem poucos habitantes (2.419 de acordo com o IBGE 2010), eles temem se indispor com o futuro prefeito e aliados futuramente. Temendo que algum cliente ouvisse a conversa, uma comerciante s&oacute; conversou com a reportagem nos fundos de seu estabelecimento. Para ela, tudo n&atilde;o passou de uma arma&ccedil;&atilde;o pol&iacute;tica que deixou a cidade sem alternativas.<br style="font-size: 14px; " />
<br style="font-size: 14px; " />
Como um dos partidos da coliga&ccedil;&atilde;o de Flavinho &eacute; o PSDB, o representante do PT na cidade foi procurado, j&aacute; que os partidos costumam ser rivais em elei&ccedil;&otilde;es. Entretanto, este representante, conhecido como Carlos Barbudo, evitou se aprofundar no assunto e diz que est&aacute; afastado da pol&iacute;tica na cidade. O PT consta como partido inativo em Fortaleza do Taboc&atilde;o. &ldquo;Uma campanha pol&iacute;tica n&atilde;o &eacute; f&aacute;cil. Flavinho vem tentando h&aacute; muitos anos ser prefeito. Vai ser uma experi&ecirc;ncia nova, uma pol&iacute;tica econ&ocirc;mica&rdquo;, despista.</span></span></p>

Comentários pelo Facebook: