Sobral – 300×100
Seet

Mais de 9 mil famílias já foram atendidas pelo Tocantins Sem Fome

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Mais de nove mil pessoas j&aacute; utilizaram o &uacute;ltimo repasse de cr&eacute;dito dos cart&otilde;es Tocantins sem Fome no estado, feito pelo Governo do Estado no &uacute;ltimo dia 27.<br />
<br />
Segundo o Governo, aproximadamente R$ 456 mil j&aacute; foram distribu&iacute;dos entre os benefici&aacute;rios. Conforme a Secretaria de Estado do Trabalho e Assist&ecirc;ncia Social (Setas), ser&aacute; liberado um total de R$ 1,275 milh&atilde;o referentes ao pagamento de R$ 50 por cart&atilde;o para a compra de alimentos in natura na rede credenciada da Brasilcard. S&atilde;o 25,5 mil fam&iacute;lias beneficiadas pelo programa.<br />
<br />
Ainda conforme o Governo, o Tocantins sem Fome &eacute; um programa voltado para atender fam&iacute;lias em estado cr&iacute;tico de renda mensal vivendo na linha da pobreza. Segundo o secret&aacute;rio estadual do Trabalho e A&ccedil;&atilde;o Social, Agimiro Costa, a meta &eacute; atender 51 mil fam&iacute;lias em 2013. &quot;Desta forma, o benef&iacute;cio concedido pelo Governo estadual vem trazer um adendo no sal&aacute;rio mensal, contribuindo para a aquisi&ccedil;&atilde;o de alimentos&quot;, afirmou.<br />
<br />
O cart&atilde;o &eacute; de uso pessoal e intransfer&iacute;vel, utilizado no munic&iacute;pio de resid&ecirc;ncia do benefici&aacute;rio e n&atilde;o pode ser utilizado para compra de bebidas alco&oacute;licas, cosm&eacute;ticos e tabaco. O benefici&aacute;rio tem at&eacute; 60 dias para realizar suas compras no com&eacute;rcio credenciado de sua cidade. &ldquo;Com isso tamb&eacute;m estamos colaborando com a gera&ccedil;&atilde;o de renda nas economias locais dos munic&iacute;pios&rdquo;, destacou Agimiro.<br />
<br />
Para a dona de casa Cleidimara Alves dos Santos, do munic&iacute;pio de Monte do Carmo, o dep&oacute;sito dos R$ 50 do Tocantins sem Fome foi um al&iacute;vio levado &agrave; mesa da fam&iacute;lia. &ldquo;Com isso podemos comprar arroz, feij&atilde;o, verduras, carne, melhorar a nossa qualidade de vida&rdquo;, disse.<br />
<br />
<u><strong>Gera&ccedil;&atilde;o de renda</strong></u><br />
<br />
As fam&iacute;lias atendidas pelo programa foram cadastradas pelo Cad&uacute;nico, do governo federal, atrav&eacute;s dos Centros de Refer&ecirc;ncia em Assist&ecirc;ncia Social localizados em todo o Estado. Anteriormente, o governo distribu&iacute;a cestas b&aacute;sicas &agrave;s fam&iacute;lias, o que, segundo Costa, dificultava a entrega do benef&iacute;cio e valorizava apenas uma empresa, vencedora do processo licitat&oacute;rio. &ldquo;Com esta nova forma, n&oacute;s distribu&iacute;mos melhor a renda, atendendo mais beneficiados, bem como mais comerciantes locais&rdquo;, completou.<br />
<br />
Para ele, o uso do cart&atilde;o do Tocantins sem Fome movimenta a economia local e permite que o atendido utilize o recurso da melhor forma poss&iacute;vel. &ldquo;Essa medida atende diretamente as fam&iacute;lias mais carentes, principalmente as m&atilde;es de fam&iacute;lia que est&atilde;o em maioria entre os benefici&aacute;rios. Al&eacute;m disso, &eacute; mais conveniente que cada um possa escolher o que quer comprar&rdquo;, conclui o secret&aacute;rio.</span></div>

Comentários pelo Facebook: