Sobral – 300×100
Seet

Deputado questiona cobrança de cursos ofertados pelo Sesi e Senai

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A transfer&ecirc;ncia de recursos p&uacute;blicos para as entidades do Sistema S, formado por institui&ccedil;&otilde;es como Sesi, Senai, Senar e Senat a fim de promover a educa&ccedil;&atilde;o t&eacute;cnica e gratuita para jovens, foi questionada pelo deputado Z&eacute; Roberto (PT) na sess&atilde;o desta ter&ccedil;a-feira, dia 9.<br />
<br />
Para o parlamentar, &eacute; preciso investigar se essas institui&ccedil;&otilde;es est&atilde;o cobrando indevidamente pelos cursos que deveriam ser gratuitos. &ldquo;S&atilde;o 15 bilh&otilde;es de reais de recursos p&uacute;blicos aplicados sem que a sociedade tome conhecimento do uso eficaz dessas verbas&rdquo;, disse.<br />
<br />
Conforme o parlamentar, o assunto vem sendo questionado em Bras&iacute;lia, especialmente pelo senador Ata&iacute;des Oliveira (PSDB-TO), que j&aacute; denunciou o aumento crescente de cursos pagos oferecidos pelo Sistema S, j&aacute; que os recursos prov&ecirc;m de tributos e gastos sem licita&ccedil;&atilde;o. Algumas entidades, segundo Ata&iacute;des, chegam a cobrar R$ 1.680,00 pelo curso de cabeleireiro ou R$ 1.156,00 para eletricista industrial.<br />
<br />
Z&eacute; Roberto adiantou que vai fazer um estudo sobre a aplica&ccedil;&atilde;o dos recursos no Estado. &ldquo;Precisamos saber se o sistema est&aacute; utilizando os investimentos conforme sua finalidade, que &eacute; aplicar o dinheiro em cursos gratuitos para a popula&ccedil;&atilde;o&rdquo;, afirmou. (Penaforte Diaz)</span></div>

Comentários pelo Facebook: