Sobral – 300×100
Seet

Parlamentares lançam campanha em prol da revitalização e construção da Orla no Lago Azul

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Foi lan&ccedil;ada nesta segunda-feira (15) na sess&atilde;o da C&acirc;mara de Aragua&iacute;na a campanha &quot;Volta Lago Azul&quot;, que consiste em um projeto de recupera&ccedil;&atilde;o do lago e implanta&ccedil;&atilde;o de uma Orla. O maior cart&atilde;o de visitas da cidade est&aacute; seco h&aacute; mais de um ano em decorr&ecirc;ncia de problemas na estrutura da barragem da Usina Coruj&atilde;o.<br />
<br />
A campanha &eacute; uma iniciativa do deputado federal C&eacute;sar Halum (PSD) e dos vereadores Luzimar Coelho, Abr&atilde;o, Geraldo Silva, Rejane e Ferreirinha. No entanto, a ideia ganhou o apoio do todos os 17 parlamentares de Aragua&iacute;na e tem repercutido nas redes sociais.<br />
<br />
Segundo eles, o objetivo da campanha &eacute; promover um grande mutir&atilde;o de limpeza e revitaliza&ccedil;&atilde;o do lago, convocando os propriet&aacute;rios de lotes, ch&aacute;caras, ONGs, &oacute;rg&atilde;os de meio ambiente e toda a popula&ccedil;&atilde;o de Aragua&iacute;na.&nbsp; <em>&ldquo;Esse &eacute; um movimento para que Aragua&iacute;na n&atilde;o deixe passar a oportunidade de recuperar o Lago Azul e preparar para o grande projeto que &eacute; a constru&ccedil;&atilde;o da Orla&rdquo;</em>, argumentou C&eacute;sar Halum.<br />
<br />
Ainda segundo o deputado, a limpeza do Lago &eacute; uma tarefa emergencial devido &agrave;s obras de recupera&ccedil;&atilde;o da barragem que tem prazo de encerramento at&eacute; o final de setembro deste ano. <em>&ldquo;Portanto, em outubro o Lago come&ccedil;a a encher e n&oacute;s temos que fazer isso antes&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
<u><strong>Acesso ao Lago</strong></u><br />
<br />
O parlamentar foi ainda bastante enf&aacute;tico ao defender que toda a popula&ccedil;&atilde;o tenha acesso ao Lago, e que este n&atilde;o seja apenas privil&eacute;gio de poucos araguainense. <em>&ldquo;Vamos discutir tamb&eacute;m o acesso p&uacute;blico. As pessoas t&ecirc;m direito de chegar ao Lago, a Constitui&ccedil;&atilde;o Federal garante isso. Por&eacute;m o povo de Aragua&iacute;na n&atilde;o tem tido esse acesso e acredito n&atilde;o &eacute; m&aacute; vontade de ningu&eacute;m, mas sim porque ainda falta um ordenamento&rdquo;</em>, explicou Halum.<br />
<br />
<u><strong>C&acirc;mara de Vereadores</strong></u><br />
<br />
Para o presidente da C&acirc;mara de Aragua&iacute;na, Marcus Marcelo, o parlamento abriu suas portas para discutir temas relevantes &agrave; sociedade como, neste caso, a revitaliza&ccedil;&atilde;o do Lago Azul. <em>&ldquo;E n&oacute;s estamos aqui encampando essa luta tamb&eacute;m para que o mais r&aacute;pido poss&iacute;vel o Lago se reestabele&ccedil;a&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
<u><strong>A Orla</strong></u><br />
<br />
O vereador Luzimar Coelho (PRTB) j&aacute; apresentou um Projeto de Lei na C&acirc;mara autorizando o Poder Executivo a tomar as provid&ecirc;ncias necess&aacute;rias &agrave; implanta&ccedil;&atilde;o da Orla no Lago Azul. Segundo ele, o senador Jo&atilde;o Ribeiro (PR) se comprometeu a empenhar recursos federais ainda este ano para execu&ccedil;&atilde;o da obra. <em>&ldquo;Nosso objetivo n&atilde;o &eacute; fazer projetos inexequ&iacute;veis, mas sim proposi&ccedil;&otilde;es coerentes e com apoio de parceiros que contribuam na realiza&ccedil;&atilde;o dos objetivos&rdquo;</em>, garantiu Luzimar.<br />
<br />
<strong><u>Falta de explica&ccedil;&otilde;es da empresa</u></strong><br />
<br />
A falta de informa&ccedil;&otilde;es sobre a execu&ccedil;&atilde;o das obras na Barragem do Coruj&atilde;o, bem como as medidas adotadas para revitaliza&ccedil;&atilde;o e limpeza do Lago Azul, fez com que o vereador Ferreirinha (PMDB) cobrasse explica&ccedil;&otilde;es da empresa Alvorada S/A e acionasse os &oacute;rg&atilde;os fiscalizadores do meio ambiente.<br />
<br />
<em>&ldquo;Estamos fazendo pesquisas juntos aos &oacute;rg&atilde;os fiscalizados e levantando a real situa&ccedil;&atilde;o ambiental e legal dos trabalhos na Usina. Vamos acompanhar essa quest&atilde;o de perto. Se for necess&aacute;rio acionar o Poder Judici&aacute;rio, n&oacute;s vamos acionar&rdquo;</em>, garantiu Ferreirinha.<br />
<br />
O presidente da Casa, Marcus Marcelo, disse ainda que essas cobran&ccedil;as v&atilde;o persistir e, se preciso, convidar&aacute; os respons&aacute;veis para prestar esclarecimentos na C&acirc;mara.<br />
<br />
<u><strong>Hist&oacute;rico</strong></u><br />
<br />
O rebaixamento do n&iacute;vel da &aacute;gua no reservat&oacute;rio da Usina Coruj&atilde;o (Lado Azul) em Aragua&iacute;na come&ccedil;ou no dia 22 de dezembro de 2011, quando os respons&aacute;veis afirmaram que havia um grave problema na estrutura da barragem, e por isso, deveria ser esvaziado em situa&ccedil;&atilde;o de emerg&ecirc;ncia.</span></div>

Comentários pelo Facebook: