Sobral – 300×100
Seet

Sesau responde, mas não explica disparidades em nomeações da saúde entre Palmas e Araguaína

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Ap&oacute;s den&uacute;ncia de que o Governo do Estado estaria privilegiando a capital Palmas nas nomea&ccedil;&otilde;es do cadastro reserva do concurso da sa&uacute;de, o <strong><em>AF</em></strong> fez contato com a Secretaria de Sa&uacute;de (Sesau) e questinou sobre a quantidade de servidores em contratos tempor&aacute;rios, em Aragua&iacute;na, nas &aacute;reas de enfermagem, farm&aacute;cia, assist&ecirc;ncia social, fisioterapia e t&eacute;cnicas em enfermagem, bem como as justificativas para a tamanha disparidade no n&uacute;mero de nomea&ccedil;&otilde;es entre as cidades de Aragua&iacute;na e Palmas, como mostrado em <a href="http://afnoticias.com.br/noticia-1695-governo-privilegia-palmas-em-nomeacoes-da-saude-denuncia-aponta-que-ha-contratos-onde-deveriam-estar.html" target="_blank"><span style="color:#0000cd;"><u><strong>reportagem</strong></u></span></a>.<br />
<br />
Segundo os denunciantes, as disparidades se justificariam apenas para manter os servidores contratados que s&atilde;o &ldquo;apadrinhados&rdquo; de pol&iacute;ticos e lideran&ccedil;as de regi&atilde;o de Aragua&iacute;na.<br />
<br />
<u><strong>Justificativa</strong></u><br />
<br />
Em nota, a Sesau n&atilde;o respondeu a nenhuma das perguntas e limitou-se a informar que a contrata&ccedil;&atilde;o e a convoca&ccedil;&atilde;o&nbsp; dos&nbsp; cadastros reservas foram&nbsp; realizadas de acordo com o Termo de&nbsp; Ajustamento de Conduta (TAC), assinado pelo governo do Estado, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual, a Defensoria P&uacute;blica Estadual e os sindicatos dos Trabalhadores em Sa&uacute;de no Tocantins (Sintras), e dos Profissionais de Enfermagem (Seet).<br />
<br />
Disse ainda que no mesmo termo prev&ecirc; cronograma de um novo concurso da Sa&uacute;de que substituir&aacute; os contratados por servidores efetivos, o qual foi publicado no Di&aacute;rio Oficial de 8 de abril de 2013.<br />
<br />
<u><strong>As disparidades</strong></u><br />
<br />
Por exemplo, para o cargo de Assistente de Servi&ccedil;os de Sa&uacute;de o Governo convocou 345 servidores para Palmas e apenas 155 para Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Veja os demais<br />
<br />
Assistente Social &ndash; Palmas (128); Aragua&iacute;na (24)<br />
<br />
Biom&eacute;dico &ndash; Palmas (43); Aragua&iacute;na (9)<br />
<br />
Enfermeiro &ndash; Palmas (374); Aragua&iacute;na (83)<br />
<br />
Farmac&ecirc;utico &ndash; Palmas (48); Aragua&iacute;na (23)<br />
<br />
Fonoaudi&oacute;logo &ndash; Palmas (51); Aragua&iacute;na (11)<br />
<br />
Psic&oacute;logo &ndash; Palmas (66); Aragua&iacute;na (22)<br />
<br />
T&eacute;cnico em Enfermagem &ndash; Palmas (614); Aragua&iacute;na (menos de 200)<br />
<br />
Fisioterapeuta &ndash; Palmas (122); Aragua&iacute;na (16)<br />
<br />
De acordo com os denunciantes, a tamanha disparidade no n&uacute;mero de convoca&ccedil;&otilde;es para as duas cidades n&atilde;o se justifica, visto que a demanda em sa&uacute;de em Aragua&iacute;na &eacute; t&atilde;o grande quanto a de Palmas. <em>&ldquo;Aragua&iacute;na atende toda a popula&ccedil;&atilde;o da regi&atilde;o do Bico do Papagaio e ainda dos Estados do Par&aacute; e Maranh&atilde;o. Ent&atilde;o nossa demanda &eacute; t&atilde;o grande quanto a de Palmas&rdquo;</em>, justificou um dos denunciantes que preferiu n&atilde;o ser identificado.</span></div>

Comentários pelo Facebook: