Seet
Sobral – 300×100

Lázaro Botelho pede à Policia Federal que reforce o combate ao tráfico de drogas

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O aumento da criminalidade em Aragua&iacute;na protagonizou um pedido oficial do deputado L&aacute;zaro Botelho (PP) &agrave; Superintend&ecirc;ncia da Pol&iacute;cia Federal do Tocantins (PF/TO) nesta quinta-feira, 13.<br />
<br />
Em audi&ecirc;ncia com o Superintendente do &oacute;rg&atilde;o, &Eacute;lzio Vicente, e com o Delegado Regional de Aragua&iacute;na, Guilherme Nunes, Botelho solicitou refor&ccedil;o emergencial ao controle do tr&aacute;fico de drogas na cidade. <em>&ldquo;Aragua&iacute;na est&aacute; vivendo nos &uacute;ltimos meses uma rotina metropolitana de viol&ecirc;ncia. Foram mais de 15 assassinatos nos &uacute;ltimos 60 dias. As drogas, sem d&uacute;vida, &eacute; a origem de boa parte dos crimes&rdquo;</em>, justificou.<br />
<br />
A audi&ecirc;ncia atende a um requerimento da C&acirc;mara Municipal de Aragua&iacute;na, apresentado pelos vereadores Divino Bet&acirc;nia J&uacute;nior (PSD), Terciliano Gomes (PV) e soldado Alcivan (PP). Esse &uacute;ltimo, presente na audi&ecirc;ncia.<br />
<br />
Botelho alertou que o alto &iacute;ndice de viol&ecirc;ncia em Aragua&iacute;na est&aacute; crescendo em fun&ccedil;&atilde;o da redu&ccedil;&atilde;o da capacidade operacional das pol&iacute;cias e que, por essa raz&atilde;o, o tr&aacute;fico de drogas tem avan&ccedil;ado. Ainda conforme o deputado, uma for&ccedil;a-tarefa promovida pelas policias estaduais tem ajudado a reprimir a viol&ecirc;ncia, mas o refor&ccedil;o da PF ser&aacute; determinante.<br />
<br />
L&aacute;zaro tamb&eacute;m se posicionou em favor dos comerciantes da cidade que sofrem com constantes amea&ccedil;as. &ldquo;Em Aragua&iacute;na, no entorno da rodovi&aacute;ria e pr&oacute;ximo &agrave; Feirinha, o consumo de drogas levam homens, mulheres e at&eacute; crian&ccedil;as a perambularem &agrave; luz do dia, dividindo espa&ccedil;o com traficantes. Os comerciantes daquela regi&atilde;o vivem apavorados e se queixam constantemente dos arrombamentos, furtos e roubos. Como em Aragua&iacute;na n&atilde;o se produz drogas nem armas, a intensifica&ccedil;&atilde;o das a&ccedil;&otilde;es da Pol&iacute;cia Federal e da Pol&iacute;cia Rodovi&aacute;ria Federal &eacute; muito importante para dificultar a entrada destes produtos na nossa cidade&rdquo;, disse.<br />
<br />
Em resposta aos questionamentos do deputado, o superintendente da PF disse que j&aacute; vem atuando no combate &agrave; viol&ecirc;ncia na cidade. Vicente informou que a troca de informa&ccedil;&otilde;es entre os setores de intelig&ecirc;ncia da PF com as pol&iacute;cias estaduais est&atilde;o sendo decisivos na elucida&ccedil;&atilde;o de crimes. O superintendente se comprometeu com o Deputado a refor&ccedil;ar as a&ccedil;&otilde;es na cidade, podendo, inclusive, realizar uma opera&ccedil;&atilde;o t&aacute;tica em conjunto com a Pol&iacute;cia Civil e Militar nos locais de maior incid&ecirc;ncia de crimes. O objetivo: apreender armas, combater o tr&aacute;fico de drogas e buscar foragidos da Justi&ccedil;a.<br />
<br />
Ainda durante o encontro o vereador soldado Alcivan convidou o Superintendente para participar de uma Audi&ecirc;ncia P&uacute;blica que ser&aacute; realizada na C&acirc;mara de Aragua&iacute;na, com as presen&ccedil;as das principais autoridades da &aacute;rea de Seguran&ccedil;a do Estado. <em>&ldquo;A luta contra a viol&ecirc;ncia &eacute; um dever de todos os araguainenses e n&oacute;s n&atilde;o mediremos esfor&ccedil;os para auxiliar as for&ccedil;as de seguran&ccedil;a a vencer esta guerra&rdquo;</em>, declarou o Vereador.<br />
<br />
<em>&ldquo;Para tranquilizar a nossa popula&ccedil;&atilde;o &eacute; preciso investimentos em seguran&ccedil;a. &Eacute; preciso refor&ccedil;ar o controle das nossas fronteiras, dar melhores condi&ccedil;&otilde;es aos nossos policiais, investir em tecnologia e equipamentos. Tamb&eacute;m temos que intensificar as a&ccedil;&otilde;es nas &aacute;reas de educa&ccedil;&atilde;o, sa&uacute;de e de assist&ecirc;ncia social para livrar nossos jovens desse mal. Para combater o aumento da viol&ecirc;ncia em Aragua&iacute;na e no norte do Tocantins &eacute; preciso fazer algo, e que seja agora, unindo esfor&ccedil;os federais, estaduais e municipais&rdquo;</em>, completou Botelho.</span></div>

Comentários pelo Facebook: