Sobral – 300×100
Seet

TO se prepara para ir às ruas protestar contra precariedade no transporte e corrupção; Araguaína reunirá milhares de jovens

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
O movimento desencadeado em S&atilde;o Paulo (SP) contra a abusividade nos pre&ccedil;os das tarifas de transporte coletivo, bem como a precariedade, ganhou as ruas de pelo menos 12 estados do Brasil reunindo mais de 250 mil pessoas nesta segunda-feira.<br />
<br />
No Tocantins, as tr&ecirc;s maiores cidades, Palmas, Aragua&iacute;na e Gurupi, j&aacute; se preparam para se unirem ao movimento nacional e percorrem as principais vias em protestos contra o prec&aacute;rio servi&ccedil;o de transporte p&uacute;blico, o fim do monop&oacute;lio, contra a corrup&ccedil;&atilde;o e para cobrar melhorias na sa&uacute;de.<br />
<br />
Tanto na Capital, quanto em Aragua&iacute;na, a principal reivindica&ccedil;&atilde;o dos manifestantes ser&aacute; o fim do Monop&oacute;lio do Transporte Coletivo Urbano.&nbsp;<br />
<br />
Em Aragua&iacute;na, a mobiliza&ccedil;&atilde;o do <a href="https://www.facebook.com/groups/204210729730511/?hc_location=stream" target="_blank"><strong><em>&lsquo;Vem Pra Rua Aragua&iacute;na&rsquo;</em></strong></a> est&aacute; acontecendo principalmente pelas redes sociais e j&aacute; recebeu ades&atilde;o, coment&aacute;rios e compartilhamentos de milhares de estudantes das universidades e faculdade, Centros de Ensino M&eacute;dio e sociedade em geral.<br />
<br />
A mobiliza&ccedil;&atilde;o ser&aacute; nesta sexta-feira (21) na Pra&ccedil;a do Galo, setor Entroncamento, &agrave;s 18 horas, com marcha at&eacute; &agrave; Pra&ccedil;a das Bandeiras, local onde fica o Terminal Urbano.<br />
<br />
H&aacute; cerca de 30 anos a Via&ccedil;&atilde;o Lontra explora com exclusividade os servi&ccedil;os de transporte coletivo urbano em Aragua&iacute;na. Diariamente, os usur&aacute;rios convivem com superlota&ccedil;&atilde;o nos &ocirc;nibus e precariedade da frota que apresenta constantes problemas mec&acirc;nicos. Aqui o pre&ccedil;o da passagem &eacute; R$ 2,50.<br />
<br />
<u><strong>Outras reivindica&ccedil;&otilde;es</strong></u><br />
<br />
Devem entrar tamb&eacute;m na pauta de protestos e reivindica&ccedil;&otilde;es os problemas relacionados &agrave; precariedade da sa&uacute;de p&uacute;blica. O principal Hospital de Aragua&iacute;na, o Regional, est&aacute; com a estrutura danificada, faltam leitos e profissionais. Muitos pacientes aguardam dias em macas nos corredores da unidade por atendimento m&eacute;dico. Al&eacute;m disso, a popula&ccedil;&atilde;o est&aacute; revoltada com a promessa, ainda n&atilde;o cumprida pelo governador Siqueira Campos, de constru&ccedil;&atilde;o do Hospital Geral de Aragua&iacute;na (HGA).<br />
<br />
No Tocantins, de modo geral, a corrup&ccedil;&atilde;o e a cria&ccedil;&atilde;o desenfreada de aux&iacute;lios tamb&eacute;m tem provocado revolta aos cidad&atilde;os. Recentemente os deputados estaduais passaram a ter direito a R$ 3,4 mil mensais de aux&iacute;lio-moradia; j&aacute; est&aacute; em tramita&ccedil;&atilde;o outra proposta que visa instituir o aux&iacute;lio-sa&uacute;de aos parlamentares.&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Ainda em Aragua&iacute;na o descaso com a seguran&ccedil;a p&uacute;blica ser&aacute; tamb&eacute;m tema dos protestos. Falta de efetivo policial [tanto na Pol&iacute;cia Militar, quanto na Civil] e a criminalidade em alta tem deixado a popula&ccedil;&atilde;o ref&eacute;m da atua&ccedil;&atilde;o de criminosos. S&oacute; nos &uacute;ltimos 60 dias, 16 pessoas foram v&iacute;timas de homic&iacute;dio na cidade.</span></div>

Comentários pelo Facebook: