Seet
Sobral – 300×100

Água servida prejudica obras de recuperação de ruas em Araguaína

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A Prefeitura de Aragua&iacute;na, por meio da Secretaria de Infraestrutura, est&aacute; enfrentando dificuldades nas obras de recupera&ccedil;&atilde;o das ruas da cidade. A &aacute;gua servida despejada de forma irregular provoca danos aos servi&ccedil;os. &ldquo;As equipes est&atilde;o com dificuldades para avan&ccedil;ar com os trabalhos. Mal terminamos um trecho, temos que voltar na outra semana porque a &aacute;gua j&aacute; danificou&rdquo;, explica o prefeito Ronaldo Dimas.<br />
<br />
De acordo com a Prefeitura, alguns servi&ccedil;os nem sequer podem ser iniciados porque a &aacute;gua servida impede o despejo do material asf&aacute;ltico. &ldquo;Mesmo no per&iacute;odo de estiagem, v&aacute;rios trechos em regi&otilde;es residenciais est&atilde;o tomados pela &aacute;gua&rdquo;, refor&ccedil;a o secret&aacute;rio de Infraestrutura. Sim&atilde;o Moura F&eacute;.<br />
<br />
E s&atilde;o as resid&ecirc;ncias as principais respons&aacute;veis pelo despejo da &aacute;gua servida, segundo o diretor do Departamento de Postura, Thiago Spacassassi. &ldquo;&Eacute; quase cultural. A dona de casa lava quintais e garagens quase diariamente. E tem tamb&eacute;m a &aacute;gua da lavagem das roupas e at&eacute; da lou&ccedil;a que s&atilde;o jogadas nas ruas&rdquo;, completa Thiago.<br />
<br />
Ainda segundo a Prefeitura, v&aacute;rias casas j&aacute; foram notificadas pelo Departamento de Postura e, nos casos de reincid&ecirc;ncia, as multas j&aacute; est&atilde;o sendo aplicadas. &ldquo;A prefeitura est&aacute; intensificando a fiscaliza&ccedil;&atilde;o. E a ordem &eacute; n&atilde;o tolerar abusos. A maioria n&atilde;o pode ser prejudicada por uma minoria&quot;, sustenta Spacassassi.<br />
<br />
Alguns estabelecimentos comerciais como lava-jatos, que trabalham com uma quantidade abundante de &aacute;gua, tamb&eacute;m est&atilde;o entre os maiores infratores. &ldquo;Quem estiver jogando a &aacute;gua na rua ser&aacute; notificado, multado e poder&aacute; ter o estabelecimento fechado, caso insista nesta pr&aacute;tica&rdquo;, avisa o diretor.<br />
<br />
Para denunciar o despejo irregular de &aacute;gua servida nas ruas, o cidad&atilde;o pode entrar em contato com o departamento de fiscaliza&ccedil;&atilde;o no telefone 3411-7079 das 8h &agrave;s 12h e das 14h &agrave;s 18h.</span></div>

Comentários pelo Facebook: