Seet
Sobral – 300×100

Professores protestam em frente ao gabinete do prefeito Ronaldo Dimas em Araguaína

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Em estado de greve, dezenas de professores da rede municipal de Aragua&iacute;na se aglomeraram em frente ao pr&eacute;dio onde funciona o gabinete do prefeito Ronaldo Dimas (PR) na Avenida Jos&eacute; de Brito na manh&atilde; desta quinta-feira (27 de junho).<br />
<br />
O ato &eacute; comandado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educa&ccedil;&atilde;o do Tocantins (Sintet) que reivindica a aprova&ccedil;&atilde;o do Plano de Carreira do Administrativo, o aumento de duas letras no PCCR da Educa&ccedil;&atilde;o e o pagamento da data-base no percentual de 10%.<br />
<br />
Segundo informa&ccedil;&otilde;es, a Pol&iacute;cia Militar acompanhou todo o protesto que transcorreu tranquilo. Muitos deles estavam vestidos de preto em sinal de luto por n&atilde;o terem as reivindica&ccedil;&otilde;es atendidas.&nbsp;<br />
<br />
Na &uacute;ltima ter&ccedil;a os professores j&aacute; haviam interditado por 15 minutos a BR-153 e invadido o pr&eacute;dio da Secretaria Municipal de Educa&ccedil;&atilde;o onde passaram horas em protesto.<br />
<br />
Representantes da categoria estiveram reunidos na ter&ccedil;a-feira (25) com os secret&aacute;rios da Educa&ccedil;&atilde;o, Administra&ccedil;&atilde;o e Fazenda. Durante a reuni&atilde;o os representantes do Executivo expuseram as dificuldades financeiras do munic&iacute;pio e afirmaram que qualquer reajuste salarial neste momento seria irrespons&aacute;vel, pois n&atilde;o h&aacute; dota&ccedil;&atilde;o or&ccedil;ament&aacute;ria.<br />
<br />
No encontro ainda ficou definido para 1&ordm; de agosto a nova data para que o Sindicato discuta com o Executivo o indicador da data-base.<br />
<br />
A prefeitura argumenta ainda que os reajustes acima da m&eacute;dia inflacion&aacute;ria concedidos nos anos de 2011 e 2012 prejudicaram a atual situa&ccedil;&atilde;o. Segundo eles, em 2011 os professores tiveram reajuste de 12%, e de 15% em 2012.<br />
<br />
Os Sindicatos que representam os servidores p&uacute;blicos municipais da educa&ccedil;&atilde;o, sa&uacute;de e quadro geral de Aragua&iacute;na (Sintet, SISEPAR e SIMPEF) j&aacute; estudam uma greve geral.</span></div>

Comentários pelo Facebook: