Seet
Sobral – 300×100

Deputado José Geraldo solicita início de obras do Hospital Geral de Araguaína

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
A &uacute;ltima Sess&atilde;o Legislativa, dia 04, antes do recesso parlamentar do m&ecirc;s de julho, foi presidida pelo deputado Jos&eacute; Geraldo (PTB). Na ocasi&atilde;o, o mesmo apresentou um requerimento, em car&aacute;ter de urg&ecirc;ncia, solicitando o in&iacute;cio imediato da constru&ccedil;&atilde;o do Hospital Geral de Aragua&iacute;na (HGA).<br />
<br />
Conforme Jos&eacute; Geraldo, essa constru&ccedil;&atilde;o ir&aacute; possibilitar um atendimento mais amplo, amenizando a falta de vagas no outro hospital existente na localidade, visto que a demanda &eacute; cada vez mais crescente naquela regi&atilde;o.<br />
<br />
<em>&ldquo;Com essa provid&ecirc;ncia, o Governo do Estado proporcionar&aacute; uma maior agilidade para resolver um dos maiores problemas da &aacute;rea da sa&uacute;de, que &eacute; a falta de leitos, equipamentos, medicamentos e equipes nos hospitais de refer&ecirc;ncia&rdquo;, </em>refor&ccedil;ou o parlamentar.<br />
<br />
<u><strong>Entenda</strong></u><br />
<br />
O Hospital Geral de Aragua&iacute;na &eacute; um anseio antigo da popula&ccedil;&atilde;o e uma promessa de campanha do governador Siqueira Campos (PSDB). A ordem de servi&ccedil;o para in&iacute;cio das obras foi assinada ainda no dia 05 de janeiro de 2011 em cumprimento &agrave; promessa de que o HGA seria o primeiro ato de governo ap&oacute;s tomar posse.<br />
<br />
Dois anos e seis meses depois, o governo ainda n&atilde;o realizou sequer a licita&ccedil;&atilde;o para contratar a empresa que executar&aacute; as obras. Em contrapartida, a prefeitura de Aragua&iacute;na j&aacute; doou pela segunda vez uma &aacute;rea de 60 mil metros quadrados ao Estado para constru&ccedil;&atilde;o do Hospital.<br />
<br />
A Secret&aacute;ria de Sa&uacute;de Vanda Paiva j&aacute; havia inclusive marcado data para a licita&ccedil;&atilde;o [20 de abril], por&eacute;m n&atilde;o aconteceu. Posteriormente a Sesau informou que a licita&ccedil;&atilde;o seria realizada no m&ecirc;s de maio. Mais uma vez n&atilde;o aconteceu.<br />
<br />
Atualmente Aragua&iacute;na padece com a falta de estrutura b&aacute;sica nas unidades de sa&uacute;de. O Hospital Regional est&aacute; em situa&ccedil;&otilde;es prec&aacute;rias, faltam equipamentos e leitos. V&aacute;rios pacientes ficam nos corredores deitados em macas.<br />
<br />
Mesmo n&atilde;o dispensado a devida aten&ccedil;&atilde;o para Aragua&iacute;na, a elei&ccedil;&atilde;o de 2010 foi um marco na trajet&oacute;ria pol&iacute;tica de Siqueira Campos j&aacute; que pela primeira vez conseguiu obter a maioria dos votos na cidade, ou seja, 3.854 a mais do que seu advers&aacute;rio.</span></div>

Comentários pelo Facebook: