Seet
Sobral – 300×100

Dois são presos durante operação para desarticular fraudadores de CNHs

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Com o objetivo de desarticular uma suposta organiza&ccedil;&atilde;o criminosa que atua na emiss&atilde;o fraudulenta de Carteiras Nacionais de Habilita&ccedil;&atilde;o nos Estados do Tocantins e Par&aacute;, a Delegacia Estadual de Investiga&ccedil;&otilde;es Criminais (DEIC) em conjunto com o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual, deflagrou na manh&atilde; da &uacute;ltima sexta-feira (05) a opera&ccedil;&atilde;o &ldquo;Smolianoff&rdquo;.<br />
<br />
De acordo com a Pol&iacute;cia Civil, a opera&ccedil;&atilde;o teve in&iacute;cio &agrave;s 6 horas da manh&atilde; e contou com a participa&ccedil;&atilde;o de dezenas de policiais civis, sendo realizada simultaneamente em Palmas e mais 13 munic&iacute;pios do Estado. A a&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m teve como finalidade dar cumprimento a 57 mandados judiciais sendo 54 de busca e apreens&atilde;o e tr&ecirc;s de pris&atilde;o.<br />
<br />
Segundo a PC, trata-se de uma quadrilha especializada em fraudar todo o processo de confec&ccedil;&atilde;o de CNHs, desde os exames pr&aacute;ticos at&eacute; os testes psicol&oacute;gicos, que vinha sendo monitorada h&aacute; alguns meses no Estado.<br />
<br />
A Pol&iacute;cia Civil prendeu Ronimar Jos&eacute; de Oliveira, 39 anos de idade, suspeito de integrar o esquema e, apreendeu em sua resid&ecirc;ncia in&uacute;meros processos para emiss&atilde;o de Carteiras de Motorista, al&eacute;m de uma Moto Honda Fan, Preta 125 de propriedade do acusado.<br />
<br />
Equipes da policia civil tamb&eacute;m apreenderam v&aacute;rios processos de habilita&ccedil;&atilde;o, livros de exames psicot&eacute;cnicos, prontu&aacute;rios e computadores em resid&ecirc;ncias de suspeitos, cl&iacute;nicas m&eacute;dicas e psicol&oacute;gicas e autoescolas de Palmas e do interior do Estado. Em Aragua&iacute;na, Leandro de Souza Morais foi preso tamb&eacute;m sob suspeita de integrar o esquema criminoso.<br />
<br />
As investiga&ccedil;&otilde;es ter&atilde;o continuidade com a per&iacute;cia e an&aacute;lise dos materiais apreendidos, bem como outras diligencias que se fizerem necess&aacute;rias.</span></div>

Comentários pelo Facebook: