Imprensa nacional repercute instalação de climatizadores em Palmas

admin -

<div style="text-align: justify; ">
<span style="font-size:14px;">A poss&iacute;vel instala&ccedil;&atilde;o de climatizadores na Pra&ccedil;a do Girass&oacute;is, em Palmas, ganhou repercuss&atilde;o na imprensa nacional.<br />
<br />
Segundo mat&eacute;ria no jornal <em>Folha de S&atilde;o Paulo</em>, por causa do clima quente em Palmas o governo do Tocantins decidiu abrir uma licita&ccedil;&atilde;o para instalar seis climatizadores na pra&ccedil;a dos Girass&oacute;is.<br />
<br />
No texto do edital, o governo diz que o uso dos climatizadores pode &quot;revigorar o indiv&iacute;duo desde o desportista at&eacute; o transeunte, quer hidratando-o, quer minimizando os efeitos do forte calor&quot;.<br />
<br />
O custo previsto &eacute; de R$ 48 mil, e a empresa vencedora poder&aacute; explorar o espa&ccedil;o publicit&aacute;rio nos equipamentos.<br />
<br />
A efic&aacute;cia da medida, no entanto, &eacute; contestada pela professora Patr&iacute;cia Orfila, do curso de arquitetura e urbanismo da Universidade Federal do Tocantins.<br />
<br />
Para ela, os climatizadores servem mais como &quot;outdoor&quot; para publicidade do que para amenizar o calor.<br />
<br />
&quot;Em Palmas, o clima &eacute; mais quente do que no Rio, onde h&aacute; esses equipamentos na orla de Ipanema. Eles podem servir na praia, mas n&atilde;o em uma cidade em que chega a fazer 45&deg;C. Vai ser in&uacute;til&quot;, afirmou.<br />
<br />
&quot;A &aacute;gua que sai desses equipamentos vai ser quente. Como a pra&ccedil;a &eacute; toda pavimentada, a sensa&ccedil;&atilde;o vai ser de &#39;cozimento&#39;&quot;, disse.<br />
<br />
A pra&ccedil;a, de 570 mil metros quadrados, &eacute; utilizada para pr&aacute;ticas esportivas e de lazer e recebe muitos turistas, al&eacute;m de sediar parte da estrutura dos poderes Executivo, Legislativo e Judici&aacute;rio do Estado.<br />
<br />
A concess&atilde;o de uso &eacute; de 36 meses, podendo ser prorrogada. O secret&aacute;rio estadual de Juventude e Esportes, Olyntho Neto, n&atilde;o atendeu a reportagem. <em>(Com informa&ccedil;&otilde;es da Folha de S&atilde;o Paulo)</em></span></div>

Comentários pelo Facebook: