Seet
Sobral – 300×100

Professores decidem hoje (31) em Assembleia se aceitam proposta de 6% para data-base

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Est&aacute; marcada para hoje (31) a Assembleia Geral com os trabalhadores da rede municipal de educa&ccedil;&atilde;o de Aragua&iacute;na para decidir se aceitam, ou n&atilde;o, a proposta do Executivo de 6% para a corre&ccedil;&atilde;o salarial da data-base.<br />
<br />
A Assembleia acontecer&aacute; na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educa&ccedil;&atilde;o do Tocantins, &agrave;s 8 horas da manh&atilde;.<br />
<br />
Conforme a proposta apresentada pelo prefeito Ronaldo Dimas no &uacute;ltimo dia 24 de julho, o pagamento da data-base referente ao ano de 2013 ser&aacute; realizado em 3 parcelas, com aumento de 2% a partir do m&ecirc;s de novembro, mais 2% em fevereiro de 2014 e outros 2% no m&ecirc;s de abril de 2014.&nbsp;<br />
<br />
O Executivo </span><span style="font-size:14px;">prop&ocirc;s ainda que a discuss&atilde;o da data-base seja repassada de mar&ccedil;o para o m&ecirc;s de junho de cada ano.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">A proposta foi apresentada em reuni&atilde;o na presen&ccedil;a dos representantes do SISEPAR (Sindicato dos Servidores P&uacute;blicos do Munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na), SINTET (Sindicato dos Trabalhadores em Educa&ccedil;&atilde;o no Estado do Tocantins) e SINPEF-TO (Sindicato dos Profissionais em Educa&ccedil;&atilde;o F&iacute;sica).<br />
<br />
Caso seja aceita pelas categorias, a corre&ccedil;&atilde;o salarial ir&aacute; contemplar os 4.287 servidores p&uacute;blicos municipais de Aragua&iacute;na, sendo 2.051 apenas na educa&ccedil;&atilde;o e 1.306 na sa&uacute;de. Caso contr&aacute;rio, a categoria j&aacute; estuda deflagrar greve a partir de 1&ordm; de agosto.&nbsp;<br />
<br />
Conforme relat&oacute;rio da Secretaria Municipal da Fazenda, no m&ecirc;s de maio de 2013, o custo total da folha de pagamento, incluindo os encargos sociais, chegou a&nbsp; R$ 8,7 milh&otilde;es. A folha da educa&ccedil;&atilde;o consome 52,57% deste total, seguida da sa&uacute;de com 25,14%.</span></div>

Comentários pelo Facebook: