Polícia Civil do TO destrói máquinas caça níqueis e 15 mil cds piratas

admin -

<div style="text-align: justify; ">
<span style="font-size:14px;">A Pol&iacute;cia Civil destruiu na manh&atilde; desta quinta-feira, 01 de novembro, quase 15 mil CDs piratas, tr&ecirc;s m&aacute;quinas ca&ccedil;a n&iacute;queis e 791 fitas cassetes. O material &eacute; proveniente de apreens&otilde;es realizadas pela Pol&iacute;cia Civil e foi destru&iacute;do no Aterro Sanit&aacute;rio de Palmas.<br />
<br />
De acordo com o delegado titular da Delegacia de Costumes, Jogos e Divers&otilde;es P&uacute;blicas, Ant&ocirc;nio Jos&eacute; de Sousa Neto, respons&aacute;vel pela opera&ccedil;&atilde;o, a a&ccedil;&atilde;o policial foi devidamente autorizada pela 3&ordf; Vara Criminal da Capital, bem como pelo Juizado Especial C&iacute;vel de Taquaralto.<br />
<br />
Todo o material foi apreendido durante opera&ccedil;&otilde;es da Pol&iacute;cia Civil. Os Cds e as fitas pirateadas foram apreendidos no ano de 2004 e as m&aacute;quinas ca&ccedil;a n&iacute;queis no ano de 2007. Vale ressaltar que a Pol&iacute;cia s&oacute; realiza destrui&ccedil;&atilde;o ou incinera&ccedil;&atilde;o de produtos apreendidos, ap&oacute;s a devida autoriza&ccedil;&atilde;o judicial.<br />
<br />
Ainda, segundo o delegado Ant&ocirc;nio, a pol&iacute;cia teve a preocupa&ccedil;&atilde;o de escolher um local para destruir o material que n&atilde;o polu&iacute;sse o meio ambiente. &ldquo;O ato foi realizado no lix&atilde;o com a devida autoriza&ccedil;&atilde;o da Secretaria de Meio Ambiente, tendo em vista a preocupa&ccedil;&atilde;o com o meio ambiente&rdquo;, concluiu Ant&ocirc;nio.<br />
<br />
Al&eacute;m do delegado estiveram presentes na a&ccedil;&atilde;o, uma escriv&atilde; de Pol&iacute;cia, uma perita Criminal e tr&ecirc;s policiais Civis. <em>(Ascom – SSP)</em></span></div>

Comentários pelo Facebook: