CPI da Espionagem aprova plano de trabalho

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Mariana Jungmann</u><br />
Ag&ecirc;ncia Brasil<br />
<br />
O jornalista brit&acirc;nico Glenn Greenwald e o seu companheiro David Miranda ser&atilde;o os primeiros depoentes da Comiss&atilde;o Parlamentar de Inqu&eacute;rito (CPI) da Espionagem. A expectativa dos membros da comiss&atilde;o, que aprovaram hoje o plano de trabalho, &eacute; que os dois sejam ouvidos na pr&oacute;xima semana.<br />
<br />
Greenwald&nbsp; &eacute; o respons&aacute;vel pelas den&uacute;ncias de que a ag&ecirc;ncia americana de Seguran&ccedil;a Nacional (NSA) tem espionado as comunica&ccedil;&otilde;es de internet no Brasil, inclusive as correspond&ecirc;ncias online da presidenta Dilma Rousseff e a rede de computadores da Petrobras. O jornalista escreve as mat&eacute;rias com base em documentos vazados pelo ex-agente da NSA, Edward Snowden.<br />
<br />
Depois do jornalista e de seu companheiro, que foi retido por mais de oito horas em Londres, e teve seu computador apreendido pelas autoridades inglesas, a CPI pretende ouvir autoridades brasileiras. Foram aprovados convites para a presidenta da Petrobras, Gra&ccedil;a Foster, a diretora da Ag&ecirc;ncia Nacional de Petr&oacute;leo, Magda Chambriad, e um especialista em seguran&ccedil;a eletr&ocirc;nica, que ser&aacute; escolhido.<br />
<br />
Ser&atilde;o convidados tamb&eacute;m os ministros das Comunica&ccedil;&otilde;es, Paulo Bernardo; da Justi&ccedil;a, Jos&eacute; Eduardo Cardozo; da Defesa, Celso Amorim; de Rela&ccedil;&otilde;es Exteriores, Luiz Figueiredo; e do Gabinete de Seguran&ccedil;a Institucional, Jos&eacute; Elito. Nenhum dos convidados &eacute; obrigado a comparecer.<br />
<br />
A CPI foi instalada na semana passada e elegeu a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) como presidenta, o senador Pedro Taques (PDT-MT), como vice, e o senador Ricardo Ferra&ccedil;o (PMDB-ES), como relator. Na primeira reuni&atilde;o, os membros da comiss&atilde;o pediram prote&ccedil;&atilde;o da Pol&iacute;cia Federal para Glenn Greenwald e David Miranda.</span></div>

Comentários pelo Facebook: