Seet
Sobral – 300×100

Preso suspeito de ter praticado pelo menos 28 homicídios

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Policias Civis da Delegacia Especializada da Crian&ccedil;a e do Adolescente de Colinas do Tocantins &ndash; DECA, efetuaram na manh&atilde; da &uacute;ltima quarta-feira, 11, a pris&atilde;o de Anderson Santos Cruz, 27 anos de idade, tamb&eacute;m conhecido como &ldquo;Fala Mansa&rdquo; e &ldquo;P&eacute; de Coelho&rdquo;.<br />
<br />
O homem &eacute; acusado por tr&aacute;fico de drogas, latroc&iacute;nios e, ainda &eacute; suspeito de ter praticado pelo menos 28 homic&iacute;dios no Estado do Tocantins e tamb&eacute;m no Par&aacute;.<br />
<br />
De acordo com informa&ccedil;&otilde;es da Delegada Olodes Maria, respons&aacute;vel pelo caso, a pris&atilde;o do acusado se deu por meio de cumprimento a um mandado de pris&atilde;o, expedido pela Comarca de Colinas do Tocantins onde Anderson &eacute; acusado pelo crime de tr&aacute;fico de Drogas.<br />
<br />
<strong><u>Crime em Aragua&iacute;na</u></strong><br />
<br />
&quot;Fala Mansa&quot; foi preso pela Pol&iacute;cia Civil do Tocantins, em Santo Ant&ocirc;nio do Tau&aacute;, munic&iacute;pio paraense onde se encontrava escondido ap&oacute;s ter assassinado a tiros, o traficante conhecido como &ldquo;Goiano&rdquo;, crime ocorrido no dia 14 de Junho de 2013, em Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Segundo apontaram as investiga&ccedil;&otilde;es da Pol&iacute;cia Civil, Anderson &eacute; acusado de pertencer a uma grande quadrilha de traficantes de drogas que atua nos Estados do Tocantins, Par&aacute;, Goi&aacute;s, Mato Grosso e Maranh&atilde;o. Ainda de acordo com os levantamentos da Pol&iacute;cia, o acusado recebia quinzenalmente uma grande quantidade de drogas provenientes do Estado do Mato Grosso e realizava a distribui&ccedil;&atilde;o das subst&acirc;ncias entorpecentes em Aragua&iacute;na, Colinas, bem como no Estado do Par&aacute;.<br />
<br />
<u><strong>Pistoleiro</strong></u><br />
<br />
Al&eacute;m do tr&aacute;fico de drogas, &ldquo;Fala Mansa&rdquo; tamb&eacute;m &eacute; suspeito de cometer 28 homic&iacute;dios nos Estados do Par&aacute; e Tocantins, crimes que j&aacute; foram delatados por ex comparsas que j&aacute; foram presos pela Pol&iacute;cia Civil, e tamb&eacute;m de praticar outros tipos de crime tais como; latroc&iacute;nio e assalto a banco. A PC apurou que h&aacute; fortes ind&iacute;cios que apontam Anderson como sendo um poss&iacute;vel &quot;matador de aluguel&quot;.<br />
<br />
Durante o interrogat&oacute;rio, Anderson confessou que realmente cometeu o homic&iacute;dio do traficante &ldquo;Goiano&rdquo;, no entanto n&atilde;o quis se pronunciar a respeito dos outros 27 que lhe s&atilde;o imputados, permanecendo em sil&ecirc;ncio e usando o direito de se pronunciar apenas em ju&iacute;zo.<br />
<br />
<u><strong>&#39;Elemento de alta periculosidade&#39;</strong></u><br />
<br />
O acusado &eacute; tido como um elemento de alta periculosidade e, al&eacute;m de ser foragido de Colinas e Aragua&iacute;na, tamb&eacute;m tinha mandado de pris&atilde;o em aberto das Comarcas de Santa Isabel-PA, onde foi condenado a uma pena de 23 anos de reclus&atilde;o por tr&aacute;fico de drogas e participa&ccedil;&atilde;o em crime organizado. Ele tamb&eacute;m responde a processo em Santo Ant&ocirc;nio do Tau&aacute;, por tr&aacute;fico de drogas.<br />
<br />
O indiciado tamb&eacute;m &eacute; o principal suspeito de ter cometido um latroc&iacute;nio em Santo Ant&ocirc;nio do Tau&aacute;-PA, pouco antes de ser preso pela PC Tocantinense. De acordo com levantamento realizados, Anderson assassinou Goiano para se livrar de um d&iacute;vida de drogas que possu&iacute;a com um dos chefes do tr&aacute;fico e, que tamb&eacute;m j&aacute; se encontra preso.<br />
<br />
A opera&ccedil;&atilde;o para prender &ldquo;Fala Mansa&rdquo; contou com apoio de Policiais Civis e Militares do Par&aacute;, al&eacute;m do refor&ccedil;o de policiais civis de Araguatins. Foram necess&aacute;rios dez dias em solo Paraense para que o foragido da Justi&ccedil;a fosse preso e trazido para Colinas, onde se encontra a disposi&ccedil;&atilde;o do poder Judici&aacute;rio.<br />
<br />
Com a pris&atilde;o de Anderson, j&aacute; chega a mais de 55 o n&uacute;mero de pessoas que foram presas e indiciadas por tr&aacute;fico de drogas, homic&iacute;dios e outros crimes desde Fevereiro do corrente ano, quando tiveram in&iacute;cio as a&ccedil;&otilde;es da opera&ccedil;&atilde;o &ldquo;Truck&rdquo;.</span></div>

Comentários pelo Facebook: