Sobral – 300×100
Seet

MEC afirma que, por enquanto, não há previsão para abertura do curso de medicina em Araguaína; 'proposta está em análise'

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Arnaldo Filho</u><br />
<em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br />
<br />
O Minist&eacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o (MEC)&nbsp; sequer arrisca falar em prazo para a abertura do primeiro vestibular de medicina na Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Apesar de o Governo do Estado j&aacute; ter efetuado a doa&ccedil;&atilde;o do Hospital de Doen&ccedil;as Tropicais (HDT) &agrave; Universidade, para transform&aacute;-lo em Hospital Universit&aacute;rio, o MEC afirmou que a proposta de abertura do curso &ldquo;ainda est&aacute; em an&aacute;lise&rdquo;.<br />
<br />
Ao <strong><em>AF Not&iacute;cias</em></strong>, a Assessora de Gabinete do ministro Alu&iacute;zio Mercadante, Paula Filizola, afirmou que, por enquanto, n&atilde;o h&aacute; defini&ccedil;&otilde;es quanto &agrave; previs&atilde;o para realiza&ccedil;&atilde;o do primeiro vestibular do curso.<br />
<br />
Em virtude da proposta ainda estar em an&aacute;lise, o Minist&eacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m n&atilde;o respondeu se estava ou n&atilde;o de acordo com a implanta&ccedil;&atilde;o do Hospital Universit&aacute;rio em Aragua&iacute;na, bem como se h&aacute; recursos previstos no Or&ccedil;amento da Uni&atilde;o para manuten&ccedil;&atilde;o da unidade hospitalar a partir de 2014.<br />
<br />
<u><strong>A mentira</strong></u><br />
<br />
Os defensores da doa&ccedil;&atilde;o do HDT e FUNTROP &agrave; UFT usaram como principal argumento o fato de que Aragua&iacute;na &ldquo;ganharia&rdquo;, de presente, um curso de medicina. No entanto, conforme fontes do <strong><em>AF Not&iacute;cias</em></strong>, a exist&ecirc;ncia do Hospital Universit&aacute;rio na cidade nunca foi uma &ldquo;condi&ccedil;&atilde;o&rdquo; para a implanta&ccedil;&atilde;o do referido curso.<br />
<br />
<u><strong>&#39;MEC sinaliza&#39;</strong></u><br />
<br />
Recentemente, o prefeito Ronaldo Dimas, o reitor da UFT M&aacute;rcio Silveira e a senadora K&aacute;tia Abreu, estiveram reunidos com o ministro Alu&iacute;zio Mercadante, em Bras&iacute;lia. Logo ap&oacute;s a reuni&atilde;o, a assessoria da senadora divulgou que &ldquo;K&aacute;tia Abreu levar&aacute; curso de medicina para Aragua&iacute;na&rdquo;. J&aacute; a assessoria da prefeitura foi menos ousada, deixando a &ldquo;paternidade&rdquo; do curso com a senadora, mas afirmando de forma t&iacute;mida que o MEC &ldquo;sinalizou&rdquo; pela implanta&ccedil;&atilde;o do curso na cidade, o que de fato n&atilde;o diz praticamente nada.<br />
<br />
J&aacute; a tentativa da senadora de assumir a &ldquo;paternidade&rdquo; do curso gerou ci&uacute;mes em outros Poderes&nbsp; como na Assembleia Legislativa, no Pal&aacute;cio Araguaia, no Pal&aacute;cio Tancredo Neves e na C&acirc;mara Municipal.&nbsp;<br />
<br />
Nos bastidores, a informa&ccedil;&atilde;o &eacute; que muitos dos pol&iacute;ticos tocantinenses querem levar consigo o &#39;trof&eacute;u da vit&oacute;ria&#39; quando, num futuro ainda incerto, Aragua&iacute;na &ldquo;ganhar&rdquo; o t&atilde;o esperado curso de medicina.</span></div>

Comentários pelo Facebook: