Sobral – 300×100
Seet

Secretário Josué Luz participa de rodada de negócios com 245 agricultores do Compra Direta

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">A Secretaria de Desenvolvimento Econ&ocirc;mico promover&aacute; uma rodada de neg&oacute;cios junto a 245 agricultores cadastrados no programa Compra Direta. O encontro ser&aacute; nesta sexta-feira, 20, &agrave;s 14 horas, no audit&oacute;rio da Exposi&ccedil;&atilde;o do P&oacute;lo Comercial e Industrial de Aragua&iacute;na &ndash; EPOCA, no CAT.<br />
<br />
Para o secret&aacute;rio Josu&eacute; Luz, a regulariza&ccedil;&atilde;o do sistema de compras ser&aacute; um avan&ccedil;o muito grande para v&aacute;rios setores da economia. <em>&ldquo;Vamos beneficiar, diretamente, quase 25 mil pessoas, al&eacute;m dos produtores rurais da nossa regi&atilde;o. Os ganhos s&atilde;o imensur&aacute;veis&rdquo;</em>, enfatiza o secret&aacute;rio. Ap&oacute;s a rodada de neg&oacute;cios, as compras devem come&ccedil;ar no dia 30 setembro.<br />
<br />
<u><strong>Rodada</strong></u><br />
<br />
Durante a reuni&atilde;o, cada agricultor apresentar&aacute; a produ&ccedil;&atilde;o que tem &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o para compras. <em>&ldquo;J&aacute; sabemos que h&aacute; verduras, legumes, frutas e derivados de animal e vegetal para aquisi&ccedil;&atilde;o, mas outros produtos podem surgir, dando diversidade para o programa&rdquo;</em>, completa a secret&aacute;ria executiva Paula Zerbini.<br />
<br />
A Prefeitura de Aragua&iacute;na disp&otilde;e mais de R$ 1 milh&atilde;o em recursos somente para o Compra Direta. Cada agricultor poder&aacute; receber at&eacute; R$ 5.500,00 do programa.<br />
<br />
Toda a produ&ccedil;&atilde;o adquirida &eacute; encaminhada para 97 entidades, entre escolas do munic&iacute;pio, casas de apoio e a&ccedil;&otilde;es beneficentes.<br />
<br />
<strong><u>Compra Direta</u></strong><br />
<br />
O programa acontece em parceria com o Minist&eacute;rio do Desenvolvimento Social e, neste ano, a mudan&ccedil;a est&aacute; na agilidade no pagamento da compra. Antes, o agricultor aguardava at&eacute; 120 dias para receber o dinheiro. <em>&ldquo;Agora implantamos um sistema de cart&atilde;o e o dinheiro cai em at&eacute; 10 dias&rdquo;</em>, ressalta Josu&eacute;.<br />
<br />
Os produtos de origem animal e vegetal passar&atilde;o pelo crivo sanit&aacute;rio do Servi&ccedil;o de Inspe&ccedil;&atilde;o Municipal &ndash; SIM para garantir a qualidade de frangos, queijos, polpas de frutas, por exemplo.</span></div>

Comentários pelo Facebook: