Prefeitura implanta Casa do Artesão para valorizar artistas de Colinas

admin -

<div style="text-align: justify; ">
<span style="font-size:14px;">H&aacute; dez anos em Colinas, a artes&atilde; Marlene da Silva Marinho vendia sua produ&ccedil;&atilde;o em casa. Hoje, a Casa do Artes&atilde;o &eacute; seu ambiente de exposi&ccedil;&atilde;o e comercializa&ccedil;&atilde;o. &ldquo;A cria&ccedil;&atilde;o da Casa foi muito importante para n&oacute;s artes&atilde;os. Antes eu colocava meus produtos para vender na minha casa. Agora a gente tem um local certo pra gente trabalhar e vender o nosso artesanato&rdquo;, explicou.<br />
<br />
Outra artes&atilde; que tamb&eacute;m est&aacute; satisfeita com a iniciativa &eacute; dona Tereza Maria Rodrigues de Oliveira. Desde 2004, Tereza trabalha com artesanato, produzindo enfeites e objetos com bordados, bisqui, pintura em tecido e al&eacute;m de reciclagem com garrafa peti. &ldquo;Colinas precisava de um ponto de refer&ecirc;ncia dos artes&atilde;os, de um local para que a gente possa colocar as pe&ccedil;as para serem comercializadas, porque eu, particularmente, n&atilde;o tenho essa facilidade de comercializa&ccedil;&atilde;o&rdquo;, disse. &ldquo;Ter um ponto de refer&ecirc;ncia, um local em que as pessoas possam ir e saber que l&aacute; tem o produto, ou que tenha algu&eacute;m que possa indicar um artes&atilde;o, &eacute; um ponto de refer&ecirc;ncia estrat&eacute;gico&rdquo;, destacou Tereza. &ldquo;Foi uma iniciativa muito p roveitosa&rdquo;, ressaltou.<br />
<br />
Ainda segundo Tereza, a Casa do Artes&atilde;o veio para transformar, incentivar os artes&atilde;os a produzir. &ldquo;Se eu tenho um local para que eu possa estar colocando as minhas pe&ccedil;as para serem comercializadas, isso vai me incentivar a produzir mais e gerar mais renda&rdquo;, destacou.<br />
<br />
<u><strong>Administra&ccedil;&atilde;o da Casa</strong></u><br />
<br />
A administradora da Casa do Artes&atilde;o, Eliene Leite de Aquino, comentou sobre a participa&ccedil;&atilde;o dos artes&atilde;os em mostrar os seus produtos no local, como forma de divulgar o seu material e tamb&eacute;m incentivar a cultura do munic&iacute;pio. &ldquo;Agora as pessoas sabem onde procurar o artes&atilde;o, as pe&ccedil;as dos artes&atilde;os&rdquo;, destacou. Eliene informou ainda que a Diretoria de Cultura j&aacute; est&aacute; procurando outro local para a unidade, para ficar ainda mais pr&oacute;ximo da comunidade, para que o material seja mais visualizado pela popula&ccedil;&atilde;o e que tenha mais acesso a todos que passam pela cidade. &ldquo;A iniciativa de implantar a Casa do Artes&atilde;o s&oacute; veio a enriquecer a nossa cultura, os nossos artes&atilde;os, a valoriz&aacute;-los&rdquo;, completou.<br />
<br />
<strong><u>Visitantes</u></strong><br />
<br />
A servidora p&uacute;blica Luc&eacute;lia Leite Arraes Monteiro visitou a Casa do Artes&atilde;o e parabenizou pela iniciativa do Munic&iacute;pio em implantar um local como esse na cidade. &ldquo;&Eacute; interessante ter essa casa para apresentar o servi&ccedil;o dos artes&atilde;os de Colinas, para que as pessoas possam conhecer e possam levar algo para a sua casa&rdquo;, comentou. Ainda segundo Luc&eacute;lia, j&aacute; tinha ouvido pessoas de outras cidades procurarem por um local que vendesse alguma coisa para casa ou algum objeto de artesanato da cidade e n&atilde;o havia, agora j&aacute; tem um local de refer&ecirc;ncia.<br />
<br />
A Casa do Artes&atilde;o est&aacute; em car&aacute;ter experimental, estando com quatro meses de funcionamento.<br />
<br />
<u><strong>Servi&ccedil;o</strong></u><br />
<br />
Casa do Artes&atilde;o<br />
<br />
Endere&ccedil;o: Centro Cultural S&iacute;lvio Santana, Rua Raul do Esp&iacute;rito Santo, s/n, Centro<br />
<br />
Telefone: (63) 3476 – 7036 ou 3476- 7017.<br />
<br />
Hor&aacute;rio de atendimento: 9 &agrave;s 11 horas e das 14 &agrave;s 17 horas.</span></div>

Comentários pelo Facebook: