Seet
Sobral – 300×100

Ao lado de Eduardo, Dimas afirma que o 'Governo do Estado é o maior parceiro de Araguaína'

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Durante evento para in&iacute;cio de recupera&ccedil;&atilde;o do asfalto de 40 quil&ocirc;metros em vias urbanas do munic&iacute;pio, nesta sexta-feira, 1&ordm;, o prefeito de Aragua&iacute;na, Ronaldo Dimas, disse que o governo do Estado &eacute; o maior parceiro da cidade. De acordo com Dimas, nos pr&oacute;ximos meses, contando com R$ 10 milh&otilde;es para iniciar a recupera&ccedil;&atilde;o dos asfaltos, o governo far&aacute; investimentos em infraestrutura na cidade que v&atilde;o alcan&ccedil;ar R$ 45 milh&otilde;es.<br />
<br />
<em>&ldquo;N&oacute;s temos que dar o cr&eacute;dito devido a quem est&aacute; nos ajudando&rdquo;</em>, ressaltou o prefeito de Aragua&iacute;na, ao destacar que tem orgulho de ter participado da administra&ccedil;&atilde;o estadual. Em 2011, primeiro ano desta quarta gest&atilde;o do Governador Siqueira Campos, Ronaldo Dimas foi secret&aacute;rio estadual das Cidades.<br />
<br />
Entre outras obras estruturantes de Aragua&iacute;na, o governo do Estado ser&aacute; parceiro na revitaliza&ccedil;&atilde;o da Feirinha, pavimenta&ccedil;&atilde;o do bairro Itaip&uacute; e do Setor Maracan&atilde;. O dinheiro &eacute; oriundo de parceria do Pr&oacute;-Munic&iacute;pio, financiamento obtido pelo Estado para aplicar em obras de necessidades dos munic&iacute;pios do Tocantins.<br />
<br />
Ao explicar o modelo de parceria que o governo do Estado tem adotado com todos os munic&iacute;pios do Tocantins, o secret&aacute;rio de Rela&ccedil;&otilde;es Institucionais, Eduardo Siqueira Campos, lembrou que a Uni&atilde;o e os Estados s&atilde;o os entres federados que mais arrecadam, mas que as pessoas moram nas cidades. <em>&ldquo;O governo federal e o governo do Estado ficam mais longe para o cidad&atilde;o comum. &Eacute; das prefeituras que a popula&ccedil;&atilde;o cobra que o buraco seja tapado, o posto de sa&uacute;de, as escolas. Por isso, entendemos as dificuldades dos munic&iacute;pios&rdquo;</em>, salientou Eduardo Siqueira Campos.</span></div>

Comentários pelo Facebook: