Seet
Sobral – 300×100

Mulher com dois úteros dá a luz a gêmeos em Gurupi; este é o 3º caso registrado no Brasil

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Um caso raro chamou a aten&ccedil;&atilde;o da equipe m&eacute;dica da maternidade do HRG &ndash; Hospital Regional de Gurupi. No s&aacute;bado, 02, a professora Lusangela Lima Lopes, de 28 anos, deu entrada na maternidade para dar &agrave; luz a g&ecirc;meos. A professora tem &uacute;tero didelfo, ou seja, dois &uacute;teros e os filhos foram gerados, cada um, em um dos &uacute;teros. O caso &eacute; considerado raro.<br />
<br />
Lusangela conta que aos 15 anos de idade recebeu a not&iacute;cia de que o &uacute;tero era didelfo. Ela teve dois filhos e nesta &uacute;ltima gravidez dois &oacute;vulos fecundaram ao mesmo tempo e se fixaram um em cada parte do &uacute;tero. Este caso de g&ecirc;meos gerados em &uacute;teros didelfo n&atilde;o &eacute; bastante conhecido pela literatura m&eacute;dica, sendo que no Brasil, conforme reportagem do Fant&aacute;stico da Tv Globo, foram registrados apenas dois casos deste tipo, um no Esp&iacute;rito Santo e outro em Minas Gerais e este terceiro em Gurupi. Outros dois casos de gravidez de g&ecirc;meos em &uacute;teros didelfo foram registrados nos Estados Unidos&nbsp; e um na Inglaterra.<br />
<br />
O m&eacute;dico ginecologista/obstetra, Rodrigo Santana, explica que o &uacute;tero didelfo &eacute; uma altera&ccedil;&atilde;o gen&eacute;tica onde foram formados dois &uacute;teros, dois colos uterinos e dois canais vaginais. Os &oacute;vulos foram fecundados simultaneamente e gestados em cada &uacute;tero. Segundo o m&eacute;dico, mulheres com &uacute;tero didelfo podem gerar normalmente, mas a raridade &eacute; haver a fecunda&ccedil;&atilde;o simult&acirc;nea e, principalmente, a gravidez evoluir at&eacute; o final. No caso de Lusangela ela chegou ao oitavo m&ecirc;s.<br />
<br />
A professora conta que quando descobriu que a gravidez era de g&ecirc;meos e de alto risco manteve bastante repouso, sendo que no quinto m&ecirc;s j&aacute; foi obrigada a licenciar-se do emprego para manter repouso total. Lusangela deu &agrave; luz aos meninos, Breno e Brayan, na 34&ordf; semana de gesta&ccedil;&atilde;o. Brayan nasceu primeiro com 2.830 kg e Breno com 2.430kg. Ambos com 47 cent&iacute;metros. A diferen&ccedil;a de tempo de um para o outro foi de dois minutos.<br />
<br />
A professora parabenizou a equipe da maternidade do HRG, pois, embora o caso seja raro e o primeiro da vida do m&eacute;dico Rodrigo Santana, o parto cesariano foi tranquilo e bem sucedido.&nbsp; <em>&ldquo;O m&eacute;dico e os enfermeiros foram bastante atenciosos. Deram todo o suporte. Pela gravidez ter sido de risco, tive um pouco de medo, mas gra&ccedil;as a Deus ocorreu tudo bem&rdquo;</em>, relatou.<br />
<br />
O m&eacute;dico conta que este &eacute; um caso que motiva qualquer profissional. &ldquo;<em>O m&eacute;dico gosta de desafio. Sempre fazemos partos ces&aacute;reos e at&eacute; de g&ecirc;meos, mas um caso raro como este &eacute; bastante motivador. J&aacute; fiz uma retirada de &uacute;tero didelfo e agora tive a oportunidade de fazer um parto de g&ecirc;meos&rdquo;</em>, conta satisfeito.</span></div>

Comentários pelo Facebook: