Comandante Geral da PM, Secretarias de Cidadania e Justiça e SSP discutem segurança em Araguaína

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Ap&oacute;s o assassinato do jovem de 18 anos no interior do Hospital Regional de Aragua&iacute;na ocorrido por volta das 20h20 desta segunda-feira, representantes das Secretarias de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, Cidadania e Justi&ccedil;a, al&eacute;m do Comandante Geral da PM, Coronel Luiz Cl&aacute;udio Gon&ccedil;alves Ben&iacute;cio, visitam Aragua&iacute;na&nbsp;onde participam de uma coletiva &agrave; imprensa logo mais &agrave;s 16 horas no Quartel da Pol&iacute;cia Militar (2&ordm; BPM).&nbsp;<br />
<br />
O objetivo da visita &eacute; discutir com a pol&iacute;cia e autoridades do munic&iacute;pio, dentre elas o prefeito Valuar Barros, as medida que podem ser tomadas em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; seguran&ccedil;a p&uacute;blica na cidade.<br />
<br />
J&aacute; est&aacute; em Aragua&iacute;na o Superintendente do Sistema Penitenci&aacute;rio e Prisional, Valderi Francisco, representando o Secret&aacute;rio de Cidadania e Justi&ccedil;a; o Secret&aacute;rio Executivo da Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, Fernando Ubaldo, al&eacute;m do Chefe de Pol&iacute;cia Civil do Tocantins, Jos&eacute; &Eacute;li&uacute; de Andrada Jurubeba, e Coronel Ben&iacute;cio, Comandante Geral da PM no Estado.<br />
<br />
<u><strong>Onda de criminalidade</strong></u><br />
<br />
Tomada pela inseguran&ccedil;a e aus&ecirc;ncia de efetivo nas Pol&iacute;cias Civil e Militar, Aragua&iacute;na vem sendo atormentada pela crescente onda de criminalidade, al&eacute;m do consumo e venda desenfreada de drogas.<br />
<br />
Pela segunda vez, bandidos invadiram o Hospital Regional de Aragua&iacute;na para executar pacientes. Nesta &uacute;ltima, Jhonatan Silva Santos, 18 anos, j&aacute; estava ferido por quatros tiros quando dois homens encapuzados renderam o vigilante do Hospital e entraram na unidade pelo acesso da Diretoria e dispararam contra o jovem que veio a &oacute;bito.&nbsp;<br />
<br />
Outro crime b&aacute;rbaro que chocou a popula&ccedil;&atilde;o nas &uacute;ltimas semanas foi o assassinato do presidente interino do Sindicato dos Professores (Sintet), Fabriciano Borges Correia, 39 anos. O professor foi encontrado morto na manh&atilde; do &uacute;ltimo dia 08 em sua resid&ecirc;ncia localizada na Rua Santa In&ecirc;s, Setor Raizal.&nbsp; O corpo do sindicalista estava com os p&eacute;s, m&atilde;os e&nbsp; pesco&ccedil;o amarrados com fios de energia.</span></div>

Comentários pelo Facebook: