Seet
Sobral – 300×100

MPE pede impronúncia e irmão do vice-prefeito de Araguaína é posto em liberdade

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">O juiz da 1&ordf; Vara Criminal de Aragua&iacute;na, Francisco Vieira Filho, atendendo pedido do Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual, colocou em liberdade nesta quinta-feira (7) Debs Ant&ocirc;nio Rosa. Ele era suspeito de participar no assassinato do empres&aacute;rio Vagner Carlos Santana Milhomem (Vagner da Aralatas). O crime aconteceu no dia 13 de dezembro de 2012, em Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Debs, que &eacute; irm&atilde;o do vice-prefeito Fraudneis Fiomare Rosa (PMDB), estava preso desde o dia 28 de agosto de 2013 por for&ccedil;a de um mandado judicial.<br />
<br />
De acordo com informa&ccedil;&otilde;es, das oito testemunhas arroladas no Inqu&eacute;rito Policial, cerca de cinco foram ouvidas pelo MPE e nenhuma reconheceu Debs como o executor do crime. Al&eacute;m disso, as provas produzidas durante o processo revelaram uma realidade bem diferente do inqu&eacute;rito policial.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Segundo o promotor criminal Benedicto Guedes, o MPE pediu a impron&uacute;ncia em face da insufici&ecirc;ncia de provas. <em>&quot;O que havia sido apurado no Inqu&eacute;rito Policial n&atilde;o restou comfirmado na a&ccedil;&atilde;o do Minist&eacute;rio P&uacute;blico. As testemunhas trouxeram outra realidade&quot;</em>, afirmou. </span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><em>&quot;A gente n&atilde;o tinha uma seguran&ccedil;a devida para pedir a pron&uacute;ncia do cidad&atilde;o</em> [levar a j&uacute;ri popular]. <em>E como o Minist&eacute;rio P&uacute;blico &eacute; o fiscal da lei n&atilde;o pode prejudicar ningu&eacute;m&quot;</em>, explicou Benedicto Guedes.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Ainda conforme o promotor, a impron&uacute;ncia n&atilde;o impede a reabertura do processo caso apare&ccedil;am novas provas.</span><br />
<br />
<u style="font-size: 14px;"><strong>O caso</strong></u></div>
<div style="text-align: justify;">
<br />
<span style="font-size:14px;">O empres&aacute;rio Vagner Milhomem, 44 anos, foi assassinado na Avenida Santos Dumont com disparos de arma de fogo &agrave; queima-roupa na cabe&ccedil;a, e veio a &oacute;bito no local na manh&atilde; do dia 13 de dezembro de 2012.<br />
<br />
<span style="font-size:12px;"><em>Mat&eacute;ria atualizadas &agrave;s 16h08min</em></span></span></div>

Comentários pelo Facebook: