Sobral – 300×100
Seet

Governo dá início à instalação das cisternas de programa que beneficiará 57 mil pessoas no Sudeste

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O Governador Siqueira Campos assinou em Paran&atilde;, no Sudeste do Estado, Ordem de servi&ccedil;o para in&iacute;cio da implanta&ccedil;&atilde;o das 11.350 cisternas do Programa Tocantins sem Sede, nos 27 munic&iacute;pios da regi&atilde;o. Quatro empresas venceram o processo licitat&oacute;rio para a constru&ccedil;&atilde;o das casas-abrigo e instala&ccedil;&atilde;o dos reservat&oacute;rios de &aacute;gua e j&aacute; iniciar&atilde;o a distribui&ccedil;&atilde;o dos equipamentos. A a&ccedil;&atilde;o beneficia diretamente 57 mil pessoas que moram no sudeste tocantinense e sofrem todos os anos com a forte seca que assola a regi&atilde;o no per&iacute;odo de estiagem.<br />
<br />
De acordo com o Governador, no Brasil cerca de 40% das fam&iacute;lias passam por dificuldades no abastecimento de &aacute;gua. Para Siqueira, a garantia da &aacute;gua para a popula&ccedil;&atilde;o mais pobre &eacute; sin&ocirc;nimo de melhor qualidade de vida e mais sa&uacute;de. &quot;O governo se uniu e essa &eacute; a nossa obriga&ccedil;&atilde;o. A &aacute;gua &eacute; uma necessidade b&aacute;sica. Sem &aacute;gua, n&atilde;o podemos pensar em outras grandes necessidades mais fundamentais. &Aacute;gua &eacute; sa&uacute;de, &eacute; vida&quot;, disse.<br />
<br />
Em um discurso acalorado, o Governador lembrou de a&ccedil;&otilde;es que permitiram ao Tocantins se desenvolver nos 25 anos de cria&ccedil;&atilde;o. Segundo Siqueira Campos, em seus mandatos anteriores, foram implantados os sistemas de tratamento de &aacute;gua em Aragua&iacute;na e sistemas de irriga&ccedil;&atilde;o que potencializaram a produ&ccedil;&atilde;o agr&iacute;cola em regi&otilde;es cr&iacute;ticas, como a do rio Manoel Alves. &quot;Isso que estamos fazendo aqui, &eacute; um esfor&ccedil;o enorme para suprir as pessoas mais pobres, da necessidade mais b&aacute;sica que &eacute; a &aacute;gua. Temos que dar sa&uacute;de &agrave;s pessoas e condi&ccedil;&otilde;es para elas se desenvolverem&quot;, completou.<br />
<br />
J&aacute; o presidente da Ag&ecirc;ncia Tocantinense de Saneamento (ATS) Edmundo Galdino, destacou que o in&iacute;cio da instala&ccedil;&atilde;o das cisternas nas casas das fam&iacute;lias da regi&atilde;o sudeste &eacute; fruto de uma luta de quase dois anos junto ao governo federal. &quot;Foi um ano e meio de muita luta para que o Tocantins fosse aceito no programa e depois, mais um per&iacute;odo porque o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de proibia a capta&ccedil;&atilde;o de &aacute;gua em telhados de palha. Nossas cisternas custaram R$ 2 mil a mais que as do Nordeste, mas foi pela determina&ccedil;&atilde;o do governador em construir as casas-abrigo para os reservat&oacute;rios&quot;, explicou.<br />
<br />
<u><strong>Outras obras</strong></u><br />
<br />
Presente no evento, o senador Vicentinho Alves lembrou de outras a&ccedil;&otilde;es desenvolvidas pelo governo do Estado que vem movimentando diversos setores da administra&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica. Em sua fala, ele citou as obras de infraestrutura vi&aacute;rias e a implanta&ccedil;&atilde;o de novos hospitais no Tocantins. &quot;O Tocantins hoje &eacute; um canteiro de obras. Nas estradas, o asfalto j&aacute; est&aacute; chegando em diversos munic&iacute;pios. Al&eacute;m disso, hospitais est&atilde;o sendo constru&iacute;dos e reformados. Em Porto Nacional teremos o nosso hospital e a maternidade que necessitamos&quot;, frisou.<br />
<br />
<u><strong>Presen&ccedil;as</strong></u><br />
<br />
Al&eacute;m do Governador Siqueira Campos, participaram da solenidade o senador Vicentinho Alves, os deputados estaduais Carl&atilde;o da Saneatins e Ricardo Ayres, o presidente da Associa&ccedil;&atilde;o Tocantinense dos Munic&iacute;pios, Leonardo Cintra, o prefeito de Paran&atilde;, Edson Lustosa, al&eacute;m de prefeitos e representantes dos 27 munic&iacute;pios da regi&atilde;o Sudeste.</span></div>

Comentários pelo Facebook: