Sobral – 300×100
Seet

Técnicos e sociedade discutem arborização urbana em Palmas até quinta

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">At&eacute; quinta-feira, 14, Palmas ser&aacute; o centro dos debates nacionais sobre arboriza&ccedil;&atilde;o urbana e a necessidade da sua inser&ccedil;&atilde;o no rol das pol&iacute;ticas p&uacute;blicas governamentais. Bi&oacute;logos, agr&ocirc;nomos, arquitetos, engenheiros florestais e outros profissionais estar&atilde;o conduzindo os di&aacute;logos do 17&ordm; Congresso Brasileiro de Arboriza&ccedil;&atilde;o Urbana, que foi aberto nesta segunda-feira, 11, no Espa&ccedil;o Cultural.<br />
<br />
O Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) apoia o Congresso e participar&aacute; da programa&ccedil;&atilde;o com a palestra &ldquo;Arboriza&ccedil;&atilde;o e leis &ndash; onde estamos, como vamos avan&ccedil;ar&rdquo;, que ser&aacute; ministrada pelo Procurador de Justi&ccedil;a Jos&eacute; Maria da Silva J&uacute;nior, &agrave;s 15h45 desta segunda-feira.<br />
<br />
Ao abrir o evento, o engenheiro agr&ocirc;nomo Ramis Tetu, presidente do Congresso, declarou que a arboriza&ccedil;&atilde;o urbana &eacute; a &uacute;ltima grande causa p&uacute;blica ainda desconsiderada pelos governos. Com a reuni&atilde;o de t&eacute;cnicos e da sociedade durante os quatro dias de evento, ele espera que haja uma mobiliza&ccedil;&atilde;o em favor dessa causa, que sirva para dar in&iacute;cio &agrave; conscientiza&ccedil;&atilde;o dos gestores p&uacute;blicos.<br />
<br />
Palmas<br />
Sobre a arboriza&ccedil;&atilde;o urbana em Palmas, o secret&aacute;rio executivo de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Evercino Moura, considerou que o desenvolvimento de Palmas foi &ldquo;atropelado&rdquo; pela especula&ccedil;&atilde;o imobili&aacute;ria, que gerou grandes vazios urbanos. Atravess&aacute;-los durante o dia &eacute; um &ldquo;teste de resist&ecirc;ncia&rdquo;, j&aacute; que s&atilde;o espa&ccedil;os desprovidos de &aacute;rvores.<br />
<br />
Ele enumerou os benef&iacute;cios da manuten&ccedil;&atilde;o de espa&ccedil;os verdes: redu&ccedil;&atilde;o da polui&ccedil;&atilde;o atmosf&eacute;rica e equil&iacute;brio da umidade do ar e da temperatura t&eacute;rmica, contribuindo para o bem-estar da popula&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Presente ao evento, o prefeito Carlos Amastha falou de sua inten&ccedil;&atilde;o de fazer de Palmas um modelo de cidade arborizada e se comprometeu a corrigir o erro que foi a derrubada da cobertura vegetal durante o processo de constru&ccedil;&atilde;o da cidade.</span></div>

Comentários pelo Facebook: