Seet
Sobral – 300×100

Direção Executiva afirma que eleições do PT de Araguaína ainda não foram homologadas

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
A dire&ccedil;&atilde;o Executiva do Partido dos Trabalhadores (PT) de Aragua&iacute;na afirmou, em nota, que as elei&ccedil;&otilde;es do PED 2013 (Processo de Elei&ccedil;&otilde;es Diretas) ainda na foram homologadas e, portanto, n&atilde;o h&aacute; defini&ccedil;&atilde;o de vencedor.<br />
<br />
A vota&ccedil;&atilde;o aconteceu no &uacute;ltimo domingo (11) no plen&aacute;rio da C&acirc;mara de Aragua&iacute;na e foi marcada por desentendimentos e at&eacute; agress&otilde;es f&iacute;sicas. No total, 252 militantes votaram, destes 126 optaram pelo candidato Jos&eacute; Geraldo e 122 pela vereadora Silvinia do Sintet. Brancos e nulos somaram 5 votos.<br />
<br />
Conforme a Dire&ccedil;&atilde;o Executiva, o resultado ainda n&atilde;o foi homologado em raz&atilde;o da solicita&ccedil;&atilde;o por motivos de supostas irregularidades no processo eleitoral. &ldquo;N&atilde;o foram declarados os resultados por estarem sub judice&rdquo;, disse.<br />
<br />
A nota finaliza afirmando que n&atilde;o &ldquo;temos ainda eleitos Presidente Municipal e Chapa Municipal do PT/Aragua&iacute;na&rdquo;.<br />
<br />
Segundo o presidente da Comiss&atilde;o Eleitoral, Paulo Soares, que &eacute; esposo da vereadora Silvinia, oito pessoas deveriam ter votado em lista separada por n&atilde;o estarem em dia com as obriga&ccedil;&otilde;es partid&aacute;rias, o que n&atilde;o ocorreu. Para ele, este fato foi decisivo no resultado da elei&ccedil;&atilde;o e feriu dois artigos das normas regulamentadoras do processo. &ldquo;N&atilde;o deveriam ter votado. Mas se votassem, deveria ter sido em lista separada at&eacute; o julgamento&rdquo;, afirmou Paulo.</span></div>

Comentários pelo Facebook: