Sobral – 300×100
Seet

Governador nomeia e dá posse a nova procuradora-geral do Tribunal de Contas

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">O Governador Siqueira Campos nomeou e deu posse a Litza Le&atilde;o Gon&ccedil;alves no cargo de procuradora-geral de Contas do Tribunal de Contas do Estado. Litza &eacute; membro do Minist&eacute;rio P&uacute;blico de Contas desde mar&ccedil;o de 1991 e comp&ocirc;s a lista, junto com o procurador Jos&eacute; Roberto Torres Gomes, submetida &agrave; elei&ccedil;&atilde;o para o cargo, ocorrida na quinta-feira, 14.<br />
<br />
A posse aconteceu no final da tarde desta mesma data, no gabinete do Governador, no Pal&aacute;cio Araguaia, e foi prestigiada pela primeira-dama Maril&uacute;cia Siqueira Campos, os secret&aacute;rios L&uacute;cio Mascarenhas, da Administra&ccedil;&atilde;o; Renan de Arimat&eacute;ia, da Casa Civil; pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Wagner Praxedes e pelo ex-procurador-geral, Oziel Pereira dos Santos, que ocupou o cargo no bi&ecirc;nio 2012/2014.<br />
<br />
<u><strong>Carreira</strong></u><br />
<br />
Graduada em Direito pela Faculdade Anhanguera de Ci&ecirc;ncias Humanas de Goi&acirc;nia (GO) e em Servi&ccedil;o Social pela Universidade Cat&oacute;lica de Goi&aacute;s, ambas no ano de 1986, e p&oacute;s-graduada em Contabilidade P&uacute;blica e L&iacute;ngua Portuguesa. Ingressou na carreira do Minist&eacute;rio Publico junto ao Tribunal de Contas do Estado do Tocantins em mar&ccedil;o de 1991.<br />
<br />
<u><strong>Elei&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
Pelos crit&eacute;rios que regulamentam o pleito, deveria ter sido escolhida uma lista tr&iacute;plice, mas apenas Litza Le&atilde;o Gon&ccedil;alves e Jos&eacute; Roberto Torres Gomes se candidataram. Cada um obteve cinco votos (os oito procuradores poderiam votar em dois nomes).<br />
<br />
De acordo com o que preveem a Lei Org&acirc;nica e o Regimento Interno do TCE/TO, a lista segue agora para o governador do Estado, a quem cabe nomear o procurador-geral, no prazo de 15 dias. A posse acontecer&aacute; em sess&atilde;o especial do Pleno do Tribunal de Contas, em data a ser definida. (Com informa&ccedil;&otilde;es do TCE).</span></div>

Comentários pelo Facebook: