Sobral – 300×100
Seet

Muitos problemas no HRA são ocasionados por falhas de gestão, aponta TCU

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Falhas na gest&atilde;o &eacute; um dos v&aacute;rios problemas apontados no relat&oacute;rio do Tribunal de Contas da Uni&atilde;o (TCU)&nbsp; sobre o Hospital Regional de Aragua&iacute;na (HRA). Os dados foram coletados no m&ecirc;s de agosto deste ano. A dire&ccedil;&atilde;o da unidade hospitalar era exercida pelo m&eacute;dico Kaio Diniz, que pediu exonera&ccedil;&atilde;o em outubro, e atualmente pela m&eacute;dica Jane Augusto Guimar&atilde;es.<br />
<br />
<u><strong>Problemas</strong></u><br />
<br />
De acordo com o relat&oacute;rio, um grave problema constatado &eacute; a interrup&ccedil;&atilde;o constante dos servi&ccedil;os de radioterapia.&nbsp; O hospital possui apenas um acelerador, o qual funciona 18 horas por dia, atendendo 103 pacientes diariamente, h&aacute; mais de 10 anos. Na visita &agrave; Unidade de Radioterapia, que &eacute; a &uacute;nica do estado, a equipe do TCU constatou que o funcionamento desse aparelho sofreu dezenas de interrup&ccedil;&otilde;es de janeiro a agosto.<br />
<br />
No entanto, segundo informa&ccedil;&otilde;es, dois outros aceleradores poderiam estar funcionando, mas n&atilde;o houve a defini&ccedil;&atilde;o do local onde eles seriam instalados. Um deles foi doado h&aacute; cinco anos. Segundo a auditoria, ningu&eacute;m soube indicar a causa da n&atilde;o instala&ccedil;&atilde;o do equipamento.<br />
<br />
<u><strong>Defici&ecirc;ncias no armazenamento de medicamentos e insumos</strong></u><br />
<br />
Conforme a auditoria, atualmente esses produtos ficam armazenados em um galp&atilde;o. O controle de sa&iacute;da de f&aacute;rmacos &eacute; manual e n&atilde;o est&aacute; sendo utilizado o Sistema MV 2000. N&atilde;o foi contratado um servi&ccedil;o de seguran&ccedil;a, a qual &eacute; prestada por agentes de portaria com desvio de fun&ccedil;&atilde;o. O dep&oacute;sito fica localizado numa esquina com f&aacute;cil acesso, o que pode facilitar eventuais roubos de material.<br />
<br />
<u><strong>Defici&ecirc;ncia no cadastro de usu&aacute;rios</strong></u><br />
<br />
A auditoria do TCU constatou ainda defici&ecirc;ncia do cadastro de usu&aacute;rios dos servi&ccedil;os ambulatoriais regulados. Segundo o relat&oacute;rio, algumas fichas de usu&aacute;rios do ambulat&oacute;rio n&atilde;o se encontravam cadastradas na regula&ccedil;&atilde;o. Havia 108 fichas de pacientes da &aacute;rea de otorrino que n&atilde;o estavam cadastradas na fila.<br />
<br />
O centro de reabilita&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m n&atilde;o atende &agrave; demanda em decorr&ecirc;ncia do pequeno espa&ccedil;o f&iacute;sico dispon&iacute;vel. A nutricionista n&atilde;o tem sala pr&oacute;pria, ela divide o c&ocirc;modo com a fonoaudi&oacute;loga e a terapeuta ocupacional.<br />
<br />
O TCU disse ainda que os visitantes de internados n&atilde;o disp&otilde;em de uma estrutura m&iacute;nima de acolhimento. &ldquo;N&atilde;o h&aacute; lugar para esperar a sua vez, logo, os visitantes ficam na cal&ccedil;ada sob sol e chuva aguardando visitar os familiares e amigos&rdquo;, afirmou o relat&oacute;rio.<br />
<br />
<u><strong>Sem exames</strong></u><br />
<br />
Os exames laboratoriais externos (a cargo da empresa contratada Diagsul) n&atilde;o estavam sendo realizados, desde fevereiro de 2013, em decorr&ecirc;ncia da n&atilde;o libera&ccedil;&atilde;o do alvar&aacute; pela vigil&acirc;ncia sanit&aacute;ria estadual e municipal.<br />
<br />
<u><strong>Casa de apoio</strong></u><br />
<br />
Na Casa de Apoio aos pacientes em tratamentos oncol&oacute;gicos n&atilde;o existe aparelho de ar-condicionado nas enfermarias. Banheiros e ventiladores n&atilde;o funcionam; a fossa aberta causa mau cheiro e perigo; n&atilde;o h&aacute; seguran&ccedil;a na portaria; as janelas n&atilde;o possuem vidros e falta material de expediente, conforme o relat&oacute;rio do Tribunal de Contas da Uni&atilde;o.</span></div>

Comentários pelo Facebook: