Sobral – 300×100
Seet

Ativistas protestam contra governador Siqueira Campos em evento sobre direitos humanos

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Durante a solenidade de Abertura do I Congresso Internacional em Direitos Humanos nesta quarta-feira, 20, na sede do Tribunal de Justi&ccedil;a do Estado, estudantes e ativistas realizaram uma manifesta&ccedil;&atilde;o contra o governador Siqueira Campos (PSDB). Por&eacute;m, ele, que no cronograma do evento estava confirmado para realizar a confer&ecirc;ncia magna, n&atilde;o compareceu no local. O vice-governador, Jo&atilde;o Oliveira, representou o chefe do Executivo.<br />
<br />
Durante o discurso os manifestantes realizaram o ato, que, de acordo com Rafael Boff, engenheiro ambiental e um dos participantes da mobiliza&ccedil;&atilde;o, ocorreu de forma desarticulada e por indigna&ccedil;&otilde;es individuais. <em>&quot;Ningu&eacute;m organizou o manifesto. &Eacute; um ativismo autoral puramente. Este desconforto dos manifestantes nasceu da total falta de respeito com a popula&ccedil;&atilde;o, j&aacute; que ele (Siqueira) n&atilde;o cumpriu com quase nenhuma das suas promessas eleitorais&quot;</em>, afirmou.<br />
<br />
Boff tamb&eacute;m disse que participou da manifesta&ccedil;&atilde;o contra o governador pelo fato da participa&ccedil;&atilde;o dele em um evento de Direitos Humanos tratar-se &quot;de um absurdo e da maior incoer&ecirc;ncia poss&iacute;vel&quot;. &quot;Dias atr&aacute;s quando o Governador Siqueira Campos chamou os manifestantes de usu&aacute;rios de crack, vagabundos e pelegos pol&iacute;ticos. Uma pessoa que teve governos com car&aacute;ter que se assemelhava &agrave; ditadura n&atilde;o pode ser conferencista principal de um evento de Direitos Humanos&quot;, completou.<br />
<br />
A estudante de direito da Universidade Federal do Tocantins (UFT) Marina Galv&atilde;o afirmou que na mobiliza&ccedil;&atilde;o eles n&atilde;o pretendiam desmerecer o congresso e a sua import&acirc;ncia, mas sim contra a decis&atilde;o &quot;infeliz&quot; do TJ de convocar o governador para fazer parte do evento.<br />
<br />
<em>&ldquo;&Eacute; amplamente sabido dos problemas que o Siqueira teve e t&ecirc;m em rela&ccedil;&atilde;o aos Direitos Humanos no Estado, mas a gente conseguiu mostrar que independente de qualquer poder, mesmo o da Justi&ccedil;a que &eacute; o mais conservador, a gente vai mostrar o nosso sentimento de resist&ecirc;ncia a essa ideologia de que devemos nos sujeitar a tudo que nos passam&rdquo;</em>, declarou.<br />
<br />
Uma estudante de Comunica&ccedil;&atilde;o Social da Universidade Federal do Tocantins (UFT) tamb&eacute;m estava presente na hora das mobiliza&ccedil;&otilde;es e afirmou que os manifestantes &quot;estavam no seu direito de cidad&atilde;o de se manifestar e ainda amparados por estarem num encontro sobre Direitos Humanos&rdquo;, destacou. <em>(T1 Not&iacute;cias)</em></span></div>

Comentários pelo Facebook: