Grupo de combate ao Trabalho Infantil é criado no Tocantins

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;">Com o objetivo de promover maior integra&ccedil;&atilde;o entre os &oacute;rg&atilde;os que atuam na prote&ccedil;&atilde;o das crian&ccedil;as e adolescentes foi criado um Grupo de Trabalho Permanente para a erradica&ccedil;&atilde;o do Trabalho Infantil no Tocantins. O grupo &eacute; composto por representantes da Sesau – Secretaria de Estado da Sa&uacute;de, Seduc – Secretaria de Estado da Educa&ccedil;&atilde;o, Setas &ndash; Secretaria de Estado do Trabalho e Assist&ecirc;ncia Social e CES – Conselho Estadual de Sa&uacute;de.<br />
<br />
Segundo o coordenador de Sa&uacute;de do Trabalhador, Paulo Antonio da Silva, a Sesau tem intensificado a notifica&ccedil;&atilde;o do acidente de trabalhado com crian&ccedil;as e adolescentes e tamb&eacute;m a situa&ccedil;&atilde;o de trabalho e/ou viol&ecirc;ncia sofrida. As notifica&ccedil;&otilde;es s&atilde;o feitas pelo SINAN – Sistema de Informa&ccedil;&atilde;o de Agravos de Notifica&ccedil;&atilde;o e repassadas ao MPT – Minist&eacute;rio P&uacute;blico do Trabalho para que se possa investigar e punir as empresas infratoras.<br />
<br />
<u><strong>Dados</strong></u><br />
<br />
No Tocantins, em 2011 foram&nbsp; registrados 17 casos de acidente de trabalho com crian&ccedil;as e adolescentes e em 2012, at&eacute; o m&ecirc;s junho, foram notificados oito acidentes. &ldquo;Nota-se que ainda existe uma subnotifica&ccedil;&atilde;o desse acidente se comparados a incid&ecirc;ncia de Trabalho Infantil no Tocantins, pois em sua maioria, o trabalho infantil &eacute; caracterizado como ajuda&rdquo; explica Paulo.</span></div>

Comentários pelo Facebook: