Sobral – 300×100
Seet

Presidência do PT ficará com José Geraldo e maioria das cadeiras do Diretório com vereadora Silvinia

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Acordo mediado pela Dire&ccedil;&atilde;o Executiva Estadual do PT p&ocirc;s fim &agrave; pol&ecirc;mica na elei&ccedil;&atilde;o do Diret&oacute;rio Municipal de Aragua&iacute;na. O consenso surgiu durante reuni&atilde;o nesta quinta-feira, 28, com representantes das duas chapas, uma encabe&ccedil;ada pelo m&eacute;dico Jos&eacute; Geraldo e a outra pela vereadora Silvinia do Sintet.<br />
<br />
No acordo ficou decidido que o professor e m&eacute;dico Jos&eacute; Geraldo Rigotti assume pelos pr&oacute;ximos quatro anos a presid&ecirc;ncia do PT em Aragua&iacute;na, por&eacute;m a chapa da vereadora Silvinia ficar&aacute; com a maioria das cadeiras do Diret&oacute;rio Municipal de Aragua&iacute;na, no percentual de com 56% dos membros. J&aacute; a chapa &quot;Liberdade e Participa&ccedil;&atilde;o&quot; que apoiou o presidente eleito ser&aacute; composta por 44% dos membros.<br />
<br />
Os termos do acordo est&atilde;o firmados em resolu&ccedil;&atilde;o assinada pelo presidente estadual do PT Donizeti Nogueira, o presidente eleito J&uacute;lio C&eacute;sar Brasil, a vereadora Silvinia do Sintet e o presidente eleito do Diret&oacute;rio Municipal de Aragua&iacute;na, Jos&eacute; Geraldo Rigotti.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">A nova Dire&ccedil;&atilde;o Municipal de Aragua&iacute;na toma posse dia 1 de fevereiro de 2014.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Pol&ecirc;mica</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">A pol&ecirc;mica das elei&ccedil;&otilde;es do PT de Aragua&iacute;na surgiu quando o presidente da Comiss&atilde;o Eleitoral, Paulo Soares, disse que oito militantes deveriam ter votado em lista separada por n&atilde;o estarem em dia com as obriga&ccedil;&otilde;es partid&aacute;rias, o que n&atilde;o ocorreu. Para ele, este fato foi decisivo no resultado da elei&ccedil;&atilde;o e feriu dois artigos das normas regulamentadoras do processo. <em>&ldquo;N&atilde;o deveriam ter votado. Mas se votassem, deveria ter sido em lista separada at&eacute; o julgamento&rdquo;</em>, afirmou.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">No total, 252 militantes votaram, destes 126 optaram pelo candidato Jos&eacute; Geraldo e 122 pela vereadora Silvinia Pires. Nulos e brancos somaram 5 votos. A elei&ccedil;&atilde;o aconteceu no domingo (11) na C&acirc;mara Municipal.</span></div>

Comentários pelo Facebook: